O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sábado, 13 de Abril de 2013

O Padre António Vieira tem sido alvo dos mais superlativos encómios.

O mais conhecido pertence a Fernando Pessoa quando o qualificou como «imperador da língua portuguesa».

Mas o mais inesperado terá sido assinado, talvez, por José Saramago: «A língua portuguesa nunca foi mais bela do que quando a escreveu esse jesuíta».

Alguém dissente?

publicado por Theosfera às 16:29

Há palavras que queimam como raios, correm como setas e magoam como pedras.

Faltam palavras que brilhem como estrelas. Que se destaquem pela subtileza e que primem pela claridade.

Eram essas as palavras que usava o Padre António Vieira. Era assim que ele acolhia as palavras. «Como hão-de ser as palavras? Como as estrelas. As estrelas são muito distintas e muito claras. Assim há-de ser o estilo da pregação: muito distinto e muito claro».

Não é fácil. Será impossível?

publicado por Theosfera às 13:42

Os Apóstolos escolheram sete colaboradores (conhecidos como Diáconos) para se dedicarem ao essencial da sua missão?

E em que consistia, essencialmente, a sua missão? Na oração e no anúncio da Palavra de Deus (cf. Act. 6, 4).

Para outros serviços, outros servidores. Para outros trabalhos, novos trabalhadores.

O ministério apostólico não deve concentrar todas as tarefas. É fundamental agregar mais pessoas.

Não se deve, pois, clericalizar os leigos nem laicizar os padres. Cada um deve dedicar-se, em primeiro lugar, ao que lhe foi confiado.

A oração é a prioridade. O anúncio do Evangelho é o fundamental.

É o que Deus nos pede. É o que as pessoas esperam de nós!

publicado por Theosfera às 13:40

A sabedoria é, passe a redundância, sábia, estruturalmente sábia. Ela é feita do que se adquire, mas também do que se deixa.

Vergílio Ferreira percebeu: «Não penses que a sabedoria é feita do que se acumulou. Porque ela é feita apenas do que resta depois do que se deitou fora»!

publicado por Theosfera às 13:39

A Igreja nascente pautava a sua conduta pela parrhesia, por uma grande coragem.

 

Nem os tribunais conseguiam deter o ímpeto testemunhal dos apóstolos.

 

Deve obedecer-se antes a Deus que aos homens.

 

D. António Ferreira Gomes (que morreu faz hoje 24 anos) fez ecoar esta máxima: «De joelhos diante de Deus, de pé diante dos homens».

 

Vale a pena ser cristão assim. Só assim. Sempre assim.

publicado por Theosfera às 07:33

Hoje, 13 de Abril, é dia de Sta. Ida de Bolonha, S. Martinho I e Sta. Margarida de Métola.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 07:06

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro