O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quinta-feira, 21 de Março de 2013

Na vida, é preciso tomar precauções. Mas, na mesma vida, é fundamental correr riscos.

É claro que quem corre riscos pode cair. Mas é preferível cair por causa dos riscos a não cair por causa do medo.

O medo inibe, tolhe, faz adoecer. De facto, a Igreja adoece quando se protege, quando fica na defensiva, quando se fecha.

Para o então cardeal Bergolio, uma Igreja que se reduz «a questões administrativas, a conservar o seu pequeno rebanho, é uma Igreja que, a longo prazo, adoece. O pastor que se fecha não é um verdadeiro pastor, mas um penteador de ovelhas, que passa o tempo a fazer-lhes caracóis em vez de ir buscar outras. É claro que se uma pessoa sai à rua, pode acontecer-lhe o mesmo que ao filho do vizinho: ter um acidente. Mas prefiro mil vez uma Igreja acidentada a uma Igreja doente»!

publicado por Theosfera às 12:56

Penso que é ocioso contrastar o que é (saudavelmente) complementar.

O Papa Francisco é diferente dos outros, mas não o oposto deles.

Olhemos para o primeiro momento: a aparição na varanda após a eleição.

Bryan Hehir fez esta sequência: «João Paulo II maravilhou os fiéis, Bento XVI ensinou-os, Francisco relacionou-se com eles»!

publicado por Theosfera às 11:37

Precisamos de dinheiro para sobreviver. Mas necessitamos, ainda mais, de ideias para viver.

Ortega y Gasset anotou: «Cultura é o sistema de ideias vivas que cada época possui. Melhor: é o sistema de ideias das quais o tempo vive».

O dinheiro dificilmente faz gerar ideias. As ideias até dinheiro serão capazes de produzir.

Hoje falta dinheiro. Mas é muito mais dolorosa a falta de ideias e de ideais!

publicado por Theosfera às 10:05

Muito pertinente este aviso de Mariano da Fonseca: «A falsa ciência não aumenta o nosso saber, agrava a nossa ignorância».

A sombra do não saber como que ilumina e desperta o verdadeiro saber!

publicado por Theosfera às 09:59

Muito se fala da felicidade, nos tempos que correm. Talvez porque lhe exigimos muito. Talvez porque ela nos desaponta.

Quanto mais a desejamos, tanto mais ela parece que se ausenta.

André Maurois confidenciou: «A felicidade é uma flor que não se deve colher».

Quando se colhe deixa de florescer?

publicado por Theosfera às 09:56

Assinala-se, hoje, o Dia Mundial da Floresta, o Dia Mundial da Poesia, o Dia Mundial do Sono, o Dia Mundial da Eliminação da Discriminação Racial e o Dia Europeu da Música Antiga.

Faz, hoje, 428 anos que nasceu o grande Johann Sebastian Bach!

publicado por Theosfera às 09:52

Hoje, 21 de Março, é dia do Trânsito de S. Bento (ocorrido, neste dia, em 543), S. Nicolau de Flue, Mártires de Alexandria e Sta. Benedita Cambiagio Frassinello.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 07:04

mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9






Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro