O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Domingo, 17 de Março de 2013

Andamos, sofregamente, à procura da novidade, quando o importante deveria ser a busca da qualidade.

Nem sempre a novidade enturma com a qualidade. Atenção, pois, a este aviso de Arthur Schnitzler: «Na maior parte das vezes, uma ideia nova não passa duma banalidade, velha como o mundo, de cuja realidade nos apercebemos subitamente»!

publicado por Theosfera às 21:12

A inteligência do homem não está apenas na mente. Está também no coração.

O Padre António Vieira apercebeu-se: «A maior capacidade que criou a natureza foi a do coração humano».

É por isso que Saint-Exupéry garantia que «só se vê bem com o coração».

Daí que, como assinalou Bento XVI, o programa do cristão seja «o coração que vê»!

publicado por Theosfera às 21:08

Ressoa neste Domingo um poderoso apelo à misericórdia, à compaixão, à bondade.

Jesus é pela Lei, mas não hesita em ir mais além da Lei.

Não diz que a pecadora tinha procedido bem, mas não aceita que a condenem. Fundamental lição, esta!

publicado por Theosfera às 21:06

A chave do conhecimento não está na posse de informação, mas na procura.

Já dizia Balzac que «a chave de todas as ciências é, inegavelmente, o ponto de interrogação».

Era por isso que Heidegger reconhecia ser a pergunta «a oração do pensamento»!

publicado por Theosfera às 21:05

No «La Stampa» deste domingo, o prior da comunidade de Bosé, Enzo Bianchi, escreve que Francisco é um Papa «que se fez homem» e cujas intervenções são «actos de linguagem».

Diria que a própria maneira como este homem se apresenta e saúda qualquer pessoa é em si um acto de linguagem, de uma Igreja que deve estar próxima e despojada.

publicado por Theosfera às 21:02

Hoje, 17 de Março (V Domingo da Quaresma), é dia de S. Patrício (padroeiro dos mineiros), S. José de Arimateia e Sto. Ambrósio de Alexandria.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 07:02

As pessoas mais necessárias não se fazem notar pela sua presença. Fazem, sim, notar a sua falta pela ausência!


As pessoas discretas deixam perfume por onde passam. Não abafam. Fazem voar. E, deste modo, ajudam a crescer!


Quando estão presentes, parece que não se notam. Quando se ausentam, é que reconhecemos o seu valor.


Mas, aí, poderá ser tarde!
publicado por Theosfera às 06:28

mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9






Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro