O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Segunda-feira, 11 de Fevereiro de 2013
Neste tempo em que quase tudo está previsto, ainda há acontecimentos que nos espantam e pessoas que nos surpreendem.

Há cerca de 700 anos que não havia uma decisão semelhante. E as renúncias de Celestino V e Gregório XII foram em contextos diferentes.

Gregório XII deixou o papado para resolver o problema do cisma do ocidente, já que havia outro papa em Avinhão. Já Celestino V nunca se sentiu adaptado à função.

Com Bento XVI, como ele próprio o diz, foi o desgaste.

É preciso notar que Bento XVI começou o seu «pontificado» muito antes de 2005.

O pontificado de João Paulo II teve muito de Joseph Ratzinger, seu colaborador directo (e dilecto) desde 1981.

João Paulo II nunca dispensou Ratzinger, mesmo quando este pediu que o deixasse descansar.

Há muitos preconceitos em relação a Bento XVI. É uma das personalidades mais discutidas.

Foi um homem que nos surpreendeu sempre. A maior surpresa foi esta.

Mas talvez ainda nos supreenda com algum livro.

Quanto à sua imagem, era bom que se lesse o livro «Bendita humildade. O estilo simples de Joseph Ratzinger», de Andrea Monda.

Bento retira-se como começou: humilde!

Obrigado, Santo Padre!
publicado por Theosfera às 16:12

Não posso esquecer, neste dia de Nossa Senhora de Lourdes, quem é acometido pelo mistério da dor, pelo mistério do sofrimento.

 

Penso na dor física, na dor moral, na injustiça. Penso nas vítimas da calúnia, da difamação, da inveja, da intriga malsã, da insinuação torpe. Estou com todos. Rezo por todos.

 

Não esqueço também tanta gente que, de perto ou de longe, me pede oração.

 

A minha oração é pobre, muito pobre. Mas ofereço-a com a melhor vontade.

 

Tenho a certeza de que todos irão melhorar. O sol da felicidade há-de brilhar me todos os corações!

publicado por Theosfera às 08:29

Confesso que sinto uma profunda nostalgia de tempos em que sorríamos de felicidade por ver acontecer aquilo em que acreditávamos.

 

Um dos dias em que experimentei essa (reconfortante) sensação foi precisamente o dia 11 de Fevereiro de 1990.

 

Nesse dia, um sorridente e muito calmo Nélson Mandela saía da prisão, onde estivera 27 anos.

 

Despojado, disse que vinha «não como profeta, mas como humilde servo do nosso povo».

 

Que belo o tempo em que se lutava e sofria, não por interesses, mas por ideais! Sobretudo por ideais como a justiça, a liberdade, a paz!

publicado por Theosfera às 07:08

Hoje, 11 de Fevereiro, é dia de Nossa Senhora de Lourdes, Sto. Adolfo e S. Bento de Aniano.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 07:07

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro