O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sábado, 09 de Fevereiro de 2013

Muitos se espantam. Como é possível que as pessoas não se preocupem com a privacidade dos outros nem cuidem da sua própria privacidade?

A privacidade dos outros é cada vez mais invadida. A privacidade de cada um é cada vez mais exposta.

Seria possível convocar, para um intento de explicação, nomes como Gilles Lipovetsky, que alertou para o vazio que nos domina. Ou Jean-François Lyotard e Gianni Vattimo, que nos falaram do «pensamento débil» e do «pensamento fraco» que nos envolvem.

Quando as ideias falham e os ideais fenecem, fala-se da vida dos outros e da vida própria.

Tenho, porém, uma explicação bem mais prosaica. O espaço mediático é cada maior. A competição é cada vez mais feroz. É preciso ocupar o espaço. A vida pública é insuficiente. Aposta-se na vida privada.

É triste, penoso. Mas dizem que rende.

Não basta contestar. O importante seria não consumir.

É por isso que este não é um problema deles (dos produtores). É também um problema nosso (de cidadãos)!

publicado por Theosfera às 12:10

Muito nos preocupa o que vemos. Muito mais nos devia preocupar o que não conseguimos ver.

Júlio César anotou: «O que está fora da vista perturba mais a mente dos homens do que aquilo que pode ser visto».

Afinal e como viria a dizer Saint-Exupéry, «o essencial é invisível aos olhos»!

publicado por Theosfera às 11:55

É, no mínimo, curioso que tanto se fale de um santo de que nem sequer se sabe se existiu.

E é igualmente sintomático que nada se diga acerca de dois santos cuja vida e obra são sobejamente conhecidas.

De facto, por esta altura muito se fala de S. Valentim. Sucede que, desde 1969, este santo deixou de ser celebrado oficialmente porque não há provas seguras de que tenha existido.

Repare-se.

Não se diz que não tenha existido. Apenas se adverte para a falta de indicações irrebatíveis que comprovem a sua existência.

O interessante é que, nesse dia, se celebra a festa de dois irmãos que foram santos: S. Cirilo e S. Metódio.

Os dois tiveram um papel determinante na evangelização e promoção cultural dos povos orientais.

Ainda hoje se fala do alfabeto «cirílico». Mas pouco (ou nada) se diz.

Se consultarem um calendário litúrgico, lá aparecem as referências a S. Cirilo e a S. Metódio.

É claro que algumas publicações mencionarão S. Valentim, mas com todas as ressalvas.

É óbvio que não há mal nenhum na evocação de S. Valentim, tenha ou não tenha existido. Mas muito bem haveria na invocação de S. Cirilo e S. Metódio!

publicado por Theosfera às 11:48

O pretexto é recorrente: os locais estão cada vez mais próximos. Mas a realidade é invariavelmente esquecida: a população está cada vez mais envelhecida.

Extinguem-se serviços nas localidades (hospitais e tribunais, por exemplo) com base na rapidez das deslocações. Mas não se tem em conta que há muitos idosos que vivem sozinhos e, não raramente, em lugares quase isolados.

Uma vez mais, a pessoa fica em posição secundária.

Bem se diz que a pessoa é o centro. Bem se diz, mas mal se vê!

publicado por Theosfera às 11:36

A experiência, mestra suprema, ensina: quem é profundo não liga muito às aparências.

Quem tem substância não cuida muito dos acidentes.

Não espanta, por isso, que Goethe tenha afirmado: «Quem tem bastante no seu interior, pouco precisa de fora».

Hoje, aposta-se muito na imagem. É por isso que o interior está cada vez mais vazio, descompensado.

É preciso regressar ao interior perdido, à profundidade desperdiçada.

É por fora que as coisas se mostram. Mas, como alertava Raul Brandão, «é por dentro que as coisas são»!

publicado por Theosfera às 11:28

Hoje, 09 de Fevereiro, é dia de Sta. Apolónia e S. Miguel Febres Cordero.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 07:02

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro