O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sábado, 22 de Dezembro de 2012

O profeta diz que vê uma árvore, uma amendoeira (Jer 1, 11). Mas não é apenas a árvore que ele vê. No que vê, entrevê muito mais. Neste caso, a amendoeira é um significante com um poderoso significado, uma coisa-realidade que encerra uma coisa-sentido.

A palavra «amendoeira» ("saqed"), significa aquele que vigia.

De facto, a amendoeira é a primeira árvore a florir na primavera, ou melhor, ainda em pleno inverno, antes da entrada da primavera, e as suas pétalas brancas dão a ilusão da neve na continuidade do inverno.

A fragilidade da sua flor acrescenta-lhe beleza.

publicado por Theosfera às 18:11

A Índia esteve sempre ungida com uma aura de mistério.

Voltaire disse que «tudo o que nos chegou veio das margens do Ganges».

Muita coisa e muita coisa boa terá vindo dessas margens.

Mas não veio tudo. Muito veio também de um estábulo, de uma manjedoura.

Foi lá que depositaram um Menino. Foi esse Menino que mudou a história. É esse Menino que continua a (querer) mudar a nossa vida!

publicado por Theosfera às 12:19

O Prémio Pessoa foi, uma vez mais, entregue a um pessoano. Depois de um pessoano português um pessoano norte-americano. Depois de Eduardo Lourenço Richard Zenith.

Todavia, a intimidade com Fernando Pessoa não lhe subtraiu dificuldades.

É que a vida de Pessoa foi completamente atípica: uma vida «sobretudo interior, entre a terra e o Além»!

publicado por Theosfera às 12:14

Nestas alturas, fará sempre bem evocar a composição da palavra «crise» em chinês.

Dizem que ela é composta por dois ideogramas: um que significa «perigo», outro que significa «oportunidade».

Para que ela se concretize integralmente entre nós, já só falta a última parte do significado!

publicado por Theosfera às 12:09

A palavra é essencial. Mas, atenção, a palavra não vem só pelos lábios. A própria palavra dos lábios devia brotar sempre da palavra da vida, do fundo do alma. É por isso que, na amizade, o mais importante não são as palavras.

Dag Hammarkskjod asseverou que «a amizade não precisa de palavras - é a solidão sem a angústia da solidão».

É que, se repararmos, estamos radicalmente sós. Nos grandes momentos e nos pequenos passos.

O relacionamento amigo é, a bem dizer, uma reforma de estarmos acompanhados na nossa solidão. É uma forma de a solidão não doer. Ou será uma maneira de poder repartir a dor trazida pela solidão!

publicado por Theosfera às 12:01

Há quem confie na inteligência da força.

Mas há quem, como Thomas Fuller, aposte na força da inteligência: «Uma boa cabeça é melhor do que cem mãos fortes»!

publicado por Theosfera às 11:52

Na vida, não basta ter talento. É preciso encontrar espaço onde ele possa ser exercido.

É preciso haver uma mão que ajude e não um empurrão que afaste.

Napoleão tinha razão: «A capacidade pouco vale sem oportunidade».

Há os que não sabem encontrar a oportunidade. Mas, infelizmente, também abunda quem bloqueie as oportunidades!

publicado por Theosfera às 11:48

Hoje, 22 de Dezembro, é dia de Sta. Francisca Xavier Cabríni e S. Graciano.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 07:03

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9


27
28



Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro