O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quinta-feira, 20 de Dezembro de 2012

Tudo o que se consegue é dom e esforço.

Acreditamos que Deus nos oferece os Seus dons. Um deles, e não o menor, é o esforço para empreender, para insistir, para não recuar.

Já quanto às oportunidades, é preciso ter cautela. André Maurois confidenciava: «Todos os negócios que me propõem são maus, porque se fossem bons não mos propunham».

Mesmo assim, é bom não desperdiçar as oportunidades. Mesmo aquelas que parecem más.

É sempre possível transformar os problemas em oportunidades. O que não se deve é transformar as oportunidades em problemas!

publicado por Theosfera às 10:44

Quanto ao medo, diria como os antigos: «Modus in rebus».

Nem de mais, nem de menos.

O medo em excesso inibe, tolhe, asfixia, afoga. Mas a total ausência de medo também provoca estragos.

Imaginemos alguém que não tivesse medo de cair e que se atirasse de uma janela.

É por isso que Máximo Gorky tem razão quando diz que «o medo é tão saudável para o espírito como o banho para o corpo»!

publicado por Theosfera às 10:31

Na vida, há quem não procure a verdade. Há quem só procure o erro dos outros.

William Hazlitt percebeu: «Só ficamos satisfeitos em ter razão se conseguimos provar que os outros estão totalmente errados».

Mas esse é o grande e colossal erro. A verdade não está toda no eu. Os erros não estão todos nos outros. E, mais, aquilo que nos parecem ser erros nos outros pode corresponder à verdade distorcida que habita em mim.

Afinal, o erro também me contamina. Daí o acerto da recomendação de Lacordaire.

Importante não é mostrar que o outro está errado, mas unir-me a ele numa verdade mais alta.

Juntos somos mais fortes. Sempre!

publicado por Theosfera às 10:12

A inteligência é nobre. Mas há quem pense que a astúcia é mais útil.

Joyce Oates pergunta: «O que fazer da inteligência, como servir-se dela?»

Daí que não falte quem opte apenas pela esperteza, pela táctica, pela estratégia.

O escopo de não poucos é único e óbvio: como enganar os outros?

Raro consolo, porém. Como é que há vitória quando se perde o mais importante?

publicado por Theosfera às 10:07

O dinheiro é um preço elevado. Mas há coisas mais caras que o dinheiro.

Jean Anouilh anotou que «aquilo que se consegue de borla custa demasiado».

Às vezes, o preço que se paga por que aquilo que, supostamente, é oferecido torna-se demasiado alto.

Trocar favores pela dignidade, pela honra ou por um comprometido silêncio é indecoroso.

Em economia costuma dizer-se que «não há almoços grátis».

O povo, mais lhanamente, opta por confessar que «quem merendas come, merendas deve».

Ainda acredito que há pessoas genuinamente dadivosas, isto é, pessoas que dão sem esperar nada em troca. Mas são cada vez mais raras.

O habitual é a mercantilização de tudo. Até dos sentimentos!

publicado por Theosfera às 10:02

Hoje, 20 de Dezembro, é dia de S. Teófilo de Alexandria, S. Zeferino e S. Domingos de Silos.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 07:09

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9


27
28



Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro