O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quarta-feira, 28 de Novembro de 2012

Há uma linha muito ténue, adelgaçante, a separar as nossas promessas e as nossas acções. Mas, por vezes, sente-se um fosso muito grande entre o que prometemos e o que realizamos.

La Rochefoucauld bem o notou: «Prometemos conforme as nossas esperanças e cumprimos segundo os nossos receios».

Expandimo-nos na hora de prometer. Tolhemo-nos no momento de agir.

Eis um problema que afecta as pessoas, as instituições e as sociedades!

publicado por Theosfera às 10:06

As pessoas que mudaram o mundo começaram por se mudar a si próprias.

Por vezes, os problemas das sociedades estribam neste ponto. Advogam-se mudanças e até se prenunciam revoluções. Mas, quando estas nos tocam, é uma tragédia.

Oscar Wilde já se apercebera: «É fácil converter os outros. E é muito difícil converter-se a si mesmo». Acontece que a única mudança que depende de nós é a nossa própria mudança.

O mundo não será totalmente diferente com a mudança de uma só pessoa. Mas não será seguramente o mesmo se uma única pessoa mudar.

Cada pessoa é um pequeno mundo. Toda a mudança tem de começar pelas pessoas!

publicado por Theosfera às 10:00

A ambição é despertadora de energias e pode ser agregadora de vontades. Mas tem de ser condimentada com doses generosas de sensatez.

E isso, às vezes, falta. Emanuel Wertheimer assinalou que «a ambição parece sempre começar onde devia acabar».

A experiência atesta que, não raramente, a ambição anda longe da competência.

Nem sempre os competentes são ambiciosos. Nem sempre os ambiciosos são competentes.

Era importante que cada um tivesse noção das suas capacidades e percepção dos seus limites.

Evitar-se-iam, deste modo, muitos problemas. Mas a falta de visão não afecta só os olhos!

publicado por Theosfera às 09:50

É temerário fazer afirmações apodícticas e formular juízos definitos.

Mas é provável que George Sand tenha alguma razão: «Nenhum século professou o egoísmo de uma forma tão franca e tão crua como o nosso».

E, se calhar, quanto menos nos apercebemos do egoísmo, mais por ele estaremos a ser dominados. Não são as piores doenças aquelas das quais nem sequer damos conta?

publicado por Theosfera às 09:40

A inveja faz do homem um ser aviltante.

Ela alegra-se com as tristezas e entristece-se com as alegrias.

Daí o avisado conselho de Séneca. «Evitamos a inveja se guardarmos as alegrias para nós próprios». Mas nem sempre suscitamos solidariedade se partilhamos os infortúnios.

Por vezes, nem a comiseração surge. É por isso que o mais sensato é nem publicitar as alegrias nem mostrar as tristezas.

Mas, nesse caso, vamos falar de quê?

publicado por Theosfera às 09:33

Hoje, 28 de Novembro, é dia de Sta. Maria Helena, S. Tiago da Marca, S. Grázio de Cáttaro e Sta. Catarina Labouré.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 07:02

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9



26


Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro