O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Terça-feira, 20 de Novembro de 2012

Indira Gandhi legou-nos uma pérola em forma de recomendação: «O meu avô disse-me uma vez que havia dois tipos de pessoas: as que fazem o trabalho e as que ficam com os louvores. Ele disse-me para tentar ficar no primeiro grupo, pois há menos concorrência».

No fundo, no fundo, o trabalho compensa bem mais que os louvores.

Há louvores que passam depressa. E há trabalhos que ficam para sempre!

publicado por Theosfera às 10:27

Em épocas de crise, a solidariedade é uma urgência e o egoísmo é uma tentação.

Há que fomentar a solidariedade e estar precavido ante o egoísmo.

Por um lado, as pessoas pensam mais umas nas outras. Mas, por outro lado, também propendem a pensar mais em si mesmas.

Montesquieu alertava: «Quando o infortúnio se torna geral, o egoísmo pode tornar-se universal». Nem sempre. Mas muitas vezes.

Há, pois, que estar atento.

Quando a situação se torna pior, temos de dar o (nosso) melhor!

publicado por Theosfera às 10:02

O pensamento não imuniza do erro. Mas acautela ante o erro.

Quem pensa também erra. Mas quem não pensa erra mais.

Leonardo da Vinci afirmou: «Quem pensa pouco, erra muito».

Pela dimensão dos erros que são cometidos na vida pública dá para concluir o quão pouco se pensa hoje em dia.

Era bom que se percebesse, de uma vez para sempre, que pensar também é agir.

Sem pensamento, qualquer acção é um logro, um vazio, um perigo, uma poderosa ameaça!

publicado por Theosfera às 09:56

Tudo o que possamos conquistar é nada diante do que nos é oferecido.

Há coisas que não se medem por serem desmedidas.

Saber ganhar é um engenho. Saber esperar é uma arte.

No fundo, ainda estamos muito prisioneiros das vitórias dos pequenos instantes.

Dizemos que cremos na eternidade, mas temos dificuldade em nos abrirmos a ela.

Pierre Nicole observou: «A eternidade rompe qualquer medida e destrói qualquer comparação».

Não desperdicemos energias em lutas. Apostemos tudo no que há-de vir. O que há-de vir é o melhor!

publicado por Theosfera às 09:50

A arte dá muito à vida. Mas a vida dá o que nem a melhor arte pode oferecer.

É por isso a vida é a mais bela arte. Florbela Espanca não deixou de reparar: «Um retrato é apenas a ideia aproximada de uma pessoa. A graça de um sorriso, o olhar, a expressão e tudo quanto para mim é a beleza, não pode verdadeiramente existir num retrato».

Tudo isto só pode existir na vida. Não a desperdicemos!

publicado por Theosfera às 09:41

A felicidade não está na ausência de dor. Coisa impossível é uma vida sem dor.

A felicidade está na relação que estabelecemos com a dor.

Apagá-la é difícil. Aprofundá-la é perigoso. É doer a dobrar.

Uma vez que temos de lembrar a dor, que a lembremos serenamente.

Já, na antiguidade, Cícero anotava que «a lembrança serena de uma dor passada traz um prazer». Não é masoquismo; é paz.

Se a dor foi por uma grande causa, sentimos (literalmente!) que valeu a pena.

É claro que a dor dói. Mas o motivo da dor amenizará a própria dor.

Nunca perca, pois, a serenidade. Mesmo na dor. Principalmente na dor!

publicado por Theosfera às 09:33

Hoje, 20 de Novembro, Dia da Dedicação da Sé Catedral de Lamego, é também dia de Sto. Edmundo, Sta. Maria Fortunata e S. Félix Valois.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 09:10

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9



26


Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro