O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Terça-feira, 06 de Novembro de 2012

A verdade não se compra. Oferece-se.

Mas testemunhar a verdade tem um preço. Geralmente, muito elevado.

Tal preço não envolve dinheiro. Mesmo que alguém quisesse, estultamente, comprar a verdade por dinheiro, não conseguiria impedir que, mais cedo ou mais tarde, a verdade se desvelasse.

A verdade pode estar escondida por algum tempo e por algumas pessoas. Mas nunca se esconde todo o tempo nem de todas as pessoas.

Mas a verdade, de facto, é cara. Tem um preço muito elevado: quase sempre, a própria vida.

Mas vale a pena pagar esse preço. Vale a pena dar a vida pela verdade!

publicado por Theosfera às 10:25

O futebol é um desporto, um negócio, uma arte.

Mas não é a vida. Ou, melhor, não é tudo na vida. Nem sequer é o mais importante na vida.

Há, pois, que amortecer ânimos e dosear investimentos.

Há uma miríade de coisas muito mais prioritárias que o futebol.

Elementar!

publicado por Theosfera às 10:15

A crise serve para tudo. Ou quase.

Serve a crise para justificar o que é inevitável e para explicar o que se crê como inviável.

A crise é invocada para os cortes, para os despedimentos, para os impostos, para o fecho de empresas e serviços.

Enfim, a crise tudo desfaz. Porque é que nada refaz?

publicado por Theosfera às 10:09

Salta à vista que as pessoas, hoje em dia, crescem muito depresssa e amadurecem muito lentamente. É natural, por isso, que as pessoas mantenham comportamentos adolescentes ao longo da vida. Percebe-se, pois, que gostem de brincar.

Não há nenhum mal nisso. Mas brincar com o país e com a vida dos mais pobres é que não!

publicado por Theosfera às 10:04

Cristiano Ronaldo, se pudesse, votava nele mesmo para melhor jogador do mundo.

Eis uma demonstração de como nem sempre a sinceridade se compagina com a modéstia.

Quando a sinceridade é muita, a modéstia pode ser pouca.

O melhor poderá seguir a recomendação ínsita no velho adágio: «Ninguém é bom juiz em causa própria».

É interessante ver como Ronaldo se tem em grande conta. Isso contribui, sem dúvida, para um rendimento mais eficaz.

Quanto ao caso em apreço, alguém já disse que é pena que Ronaldo actue numa altura em que paira sobre ele a sombra de outro enorme jogador.

Pelé foi único na sua época. Maradona foi o maior no seu tempo. Ronaldo e Messi são o máximo nesta altura.

Os dois são super e muito diferentes. Mas, de há uns tempos para cá, tenho de reconhecer que Messi está um pouco acima do patamar de Ronaldo, que já é muitíssimo elevado!
publicado por Theosfera às 09:59

É bom querer o máximo. Mas é melhor dirigir correctamente o sentido do máximo.

Habitualmente, o máximo que almejamos está no ter, no possuir, no aparecer.

Que belo seria que o máximo, a que aspiramos, fosse o máximo do dar, do entregar, do partilhar e do servir.

Não é mal ter ambições. Mas há que ter cuidado com elas.

As nossas ambições acabam por nos dar mais frustrações que felicidade.

Já dizia Montesquieu: «Um homem não é infeliz porque tem ambições, mas porque elas o devoram». Ambicionemos ser dom para todos!

publicado por Theosfera às 09:56

Hoje, 06 de Novembro, é dia de S. Nuno de Santa Maria (D. Nuno Álvares Pereira), Sto. Inácio Delgado, S. Francisco Capillos, Sto. Afonso de Navarette e S. Leonardo de Noblat.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 07:08

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9



26


Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro