O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sábado, 22 de Setembro de 2012

Um dos sinais da pobreza do nosso debate é que tudo (ou quase) se resume à riqueza.

É um paradoxo, mas é verdade.

Tudo se resume aos milhões que têm pouco e aos poucos que têm milhões.

Mas são estes poucos (que acabam por serem ainda bastantes) que povoam a paisagem televisiva e radiofónica.

Há uma pergunta que quase ninguém faz. Como é que, num mundo em que milhões de pessoas vivem com menos de um dólar por dia, se defenda a manutenção de empresas que gastam milhões e milhões por ano?

Serviço público não seria, antes de mais, levar o pão a todas as bocas?

publicado por Theosfera às 22:44

A memória não é só o repositório onde os acontecimentos se guardam.

É também (e sobretudo) o espaço onde as coisas voltam a acontecer.

Esta é a sensação que sentimos. E é também o que Paul Auster afirma no seu mais recente livro: «A memória é o lugar onde tudo acontece pela segunda vez». E, aspecto nada despiciendo, é o âmbito onde tudo acontece mesmo quando, porventura, mais nada acontecer.

Ao contrário da natureza, no homem a primavera não se repete. Apenas se recorda. O inverno, para o ser humano, é a última estação. Talvez seja a melhor. A que nos conduz à eternidade!

Quando os anos passam e a vida se prolonga significa que já se escapou à morte muitas vezes; que já se venceu a morte muitas vezes; que, no fundo, já se morreu muitas vezes. Só falta morrer a última vez. Só falta dar o último passo!

publicado por Theosfera às 22:25

Não é apenas de noite que se sonha. Os melhores sonhos são aqueles em que os olhos estão acordados.

Edgar Allan Poe já o notara: «Quem sonha de dia tem consciência de muitas coisas que escapam a quem sonha só de noite»!

publicado por Theosfera às 17:09

No tempo do efémero, tudo se dilui rapidamente. Um minuto é (quase) uma eternidade.

Basta olhar para o lugar de treinador de futebol.

Tirando Alex Fergusson, Arsène Wenger, o técnico do Auxerre e o nosso Augusto Mata, são poucos, muito poucos, os que se aguentam muito tempo.

É, sem dúvida, uma das profissões com desgaste mais acelerado.

A imprensa de hoje dá conta de que Sá Pinto pode estar de saída do Sporting. Há um ano, dizia-se o mesmo de Domingos.

São conhecidos os problemas do Sporting. O que, pelos vistos, não são conhecidas são as soluções. Sá Pinto poderá ser inexperiente. Mas Domingos já tinha experiência e experiência exitosa.

No caso de Sá Pinto, parece haver um (acrescido) contencioso com o seu passado. A equipa parece demasiado macia e muito previsível. Ou seja, mostra uma imagem quase oposta à que o seu treinador tinha enquanto jogador.

O treinador também começou a mostra uma imagem muito polida.

São valores estimáveis para a convivência. Só que os adeptos querem outra coisa: vitórias!

publicado por Theosfera às 11:29

Alain verteu uma observação cheia de pertinência: «Lamento aqueles que têm um ar de inteligentes: é uma promessa que se não pode cumprir».

A inteligência, de facto, não é uma questão de aparato, mas de substância.

Ela não passeia à superfície, mas emerge da profundidade!

publicado por Theosfera às 11:13

«Nenhum jovem acredita que um dia morrerá».

William Hazlit teve uma percepção subtil.

Quando somos novos, só olhamos para a frente. Não olhamos para o fim.

Acontece que o fim também está à (nossa) frente!

publicado por Theosfera às 11:10

Hoje, 22 de Setembro, é dia de S. Félix IV, Sta. Catarina de Génova, S. Maurício e Sto. Exupério e seus Companheiros mártires.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 11:09

Fernando Pessoa assinalou: «A finalidade da arte não é agradar. O prazer é aqui um meio; não é neste caso um fim. A finalidade da arte é elevar»!

publicado por Theosfera às 10:52

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro