O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Segunda-feira, 30 de Julho de 2012

A maior obra não é de carácter material, mas espiritual. Não é fazer um prédio, mas unir pessoas. Saint-Exupéry verbalizou belamente esta situação: «A grandeza de uma profissão é talvez, antes de tudo, unir os homens; não há senão um verdadeiro luxo e esse é o das relações humanas»!

publicado por Theosfera às 10:29

Nuno Teotónio Pereira foi sempre um artista militante. Aos 90 anos mantém a lucidez e conserva a coragem.

Confessa: «A Igreja faz muitas coisas para proteger os pobres. Mas devia ser mais firme na defesa de certos valores, sobretudo no campo social»!

publicado por Theosfera às 10:29

Foi um jovem, diz o Evangelho deste Domingo, que tinha o material para alimentar a multidão.

Era pouco. Mas foi esse pouco que alimentou a totalidade.

Era pouco e pobre. A cevada era para os pobres. O trigo era para os mais abastados.

Os pobres são os mais ricos. É a eles que até Deus recorre!

publicado por Theosfera às 10:28

Paul Léautaud pergunta de forma inquietante: «Porquê dar conhecimento das nossas opiniões? Amanhã, podemos ter outras».

Nesse caso, teremos de dar conhecimento das nossas (outras) opiniões.

O problema não é mudar de opinião. O problema é não assumir que se muda.

O problema também pode ser o frenesim de estar sempre no palco.

Uma coisa, porém, é certa. Se tudo é para dar, as opiniões também não devem ser para reter.

As opiniões também devem ser para dar. Com toda a simplicidade e verdade!

publicado por Theosfera às 10:26

La Rochefoucauld foi talvez demasiado cáustico ao escrever: «Um parvo não tem categoria suficiente para ser bom». Mas toca num ponto sensível.

De facto, há quem filie a bondade na contemporização passiva com o mal. Só que isso não é bondade; é conivência.

Às vezes, ou não se vê o mal ou finge-se que não se quer olhá-lo.

A bondade, desde logo, não é reactiva. A bondade toma a iniciativa. A bondade é o empreendimento na prática do bem.

Uma bondade que fosse aceitação do mal desmentir-se-ia a si própria e esvaziar-se-ia a si mesma.

A bondade inclui, certamente, a tolerância para com aquele que erra e cai. Mas exclui, necessariamente, a indiferença para com a maldade!

publicado por Theosfera às 10:24

«Para o historiador, os factos são apenas sinais indicadores de ideias».

Paul Masson tem razão. As ideias devem assentar sempre em factos. E os factos devem assentar sempre em ideias!

publicado por Theosfera às 10:23

Uma das (muitas) lições que a vida, mais que os livros, me tem dado: quem é mais exigente consigo é mais indulgente com os outros.

A mediocridade exige tudo dos outros e nada perdoa aos outros.

Confúcio, há milhares de anos, já se apercebera desta propensão: «O homem de bem exige tudo de si próprio; o homem medíocre espera tudo dos outros»!

publicado por Theosfera às 10:21

Hoje, 30 de Julho, é dia de S. Pedro Crisólogo, Sta. Julita, S. Justino de Jacobis, S. Cláudio Correa e S. Frederico Rubio.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 07:13

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro