O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sexta-feira, 20 de Julho de 2012
A realidade está cada vez mais na comunicação.

Dá a impressão de que a realidade já não é (só) o que acontece.

Dá a impressão de que a realidade é (sobretudo) o que é visto.

Deste modo, viver será mais aparecer do que ser. Aliás, já Fernando Pessoa percebera que morrer é não ser visto, dando a entender que viver é ser visto.

Daí a anotação de Oscar Wilde: «Se não se fala de uma coisa ela nunca aconteceu. É simplesmente a expressão que dá realidade às coisas».

Sucede que isto não devia ser tomado como uma fatalidade. Devia ser acolhido como um apelo.

Para conhecer a realidade, não basta a comunicação. É fundamental estar atento (também) ao que não é dito, ao que não é visto.

Para nossa surpresa, é possível que o essencial seja mesmo o indizível e o invisível!
publicado por Theosfera às 13:40

Eis o que afirmou o Duque de Lévis: «A crítica é o imposto que a inveja cobra do mérito».

Diria que nem sempre.

Nem sempre a crítica vem da inveja. Nem sempre a coisa criticada tem mérito. E, mesmo que o tenha, a crítica não obscurece o bem. Até pode incentivá-la a torná-lo melhor.

Hoje, oscilamos entre extremos.

Ora surge uma crítica que mais parece raiva. Ora surge uma estigmatização da crítica que mais parece não tolerar a discordância!

publicado por Theosfera às 11:27

Um aviso de Marcial: «Serás sempre pobre, se és pobre; a fortuna apenas é concedida aos ricos».

De facto, cada vez mais parece ser assim.

Mas há uma fortuna que ninguém tira aos pobres: a da sua simplicidade e humildade!

publicado por Theosfera às 11:26

Um excelente recomendação do Marquês Maricá: «A virtude é o maior e mais eficaz preservativo dos males da vida humana».

A virtude tem de começar cedo. Porque cedo começa também o assédio do mal!

publicado por Theosfera às 11:24

As generalizações são sempre indevidas e, nessa medida, perigosas.

Por exemplo, «para conhecer é preciso experimentar» é uma máxima correcta. Mas tem excepções. Se alguém quiser experimentar o veneno para se pronunciar sobre ele, ficará (irremediavelmente) subjugado pelo resultado.

Há que aprender também com as experiências dos outros. Daí o acerto da imprescritível recomendação de Confúcio: «Cuida de evitar os crimes para que não sejas obrigado a puni-los»!

publicado por Theosfera às 11:21

O país começa a arder.

Há coisas da natureza que ninguém controla. Mas há consequências que se poderiam acautelar. Por uma questão de princípio e por uma questão de lucro.

A ordem é para poupar. Mas, quanto aos incêndios, é bem provável que não estejemos a poupar...mesmo quando se poupa.

Está a aumentar a poupança na prevenção. Está a aumentar a área ardida e, consequentemente, estão a crescer os gastos com a sua recuperação.

A prevenção florestal perdeu 174 milhões de euros. Esse dinheiro, no fundo, não terá sido poupado.

Vai ter de ser gasto no combate às chamas e na recuperação da área ardida.

Os dados são alarmantes. No pretérito ano tinham ardido 9447 hectares nos primeiros seis meses. Este ano já arderam 35107 hecatres nos mesmos primeiros seis meses.

O que está a acontecer? A poupar é que não estamos!
publicado por Theosfera às 11:18

Hoje, 20 de Julho, é dia de Sto. Apolinário, Sto. Elias, Sta. Margarida, Sto. Aurélio e Sta. Vilgeforte ou Liberata ou Comba.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 07:13

Dir-se-ia que as chamas estão a deslocar-se (perigosamente) do interior para o exterior.

O interior permanece frio. O exterior começa a estar insuportavelmente cálido.

Enquanto o coração languidesce, a floresta arde.

Era bom importar algum deste calor para a alma.

Há incêndios a devastar paisagens. Há gelos a demolir vidas.

Um pouco de equilíbrio é necessário.

O exterior precisa de ficar um pouco mais fresco. O interior precisa de ficar um pouco mais quente!

publicado por Theosfera às 06:09

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro