O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Terça-feira, 17 de Julho de 2012
Não podemos esperar que o tempo faça tudo, designadamente aquilo que nos compete a nós fazer. Mas é indiscutível que o tempo consegue muita coisa.

Consegue, por exemplo, amortecer ânimos exaltados. Consegue também esclarecer questões dúbias. Às vezes, consegue também obscurecer questões que pareciam claras.

E, não raramente, consegue convencer mais do que a própria razão.

Thomas Paine dizia: «O tempo faz mais convertidos do que a razão».

O mais curioso é que, pensando bem, o tempo faz o que outro tempo não é capaz de fazer.

E, no fundo, a razão que não funciona numa altura acaba por funcionar noutra altura.

A Bíblia, afinal, está certa. Tudo tem seu tempo e sua hora.

O que parece impossível num tempo torna-se espantosamente exequível noutro tempo.

A determinação é importante. Mas a paciência mostra-se fundamental!
publicado por Theosfera às 10:04

Eis-nos em pleno tempo em que tempo não temos.

Andamos pelo tempo a lamentar a falta de tempo.

Andamos pelo tempo a perorar sobre as malfeitorias que sofremos com o tempo.

Mas apesar do que sofremos no tempo, alimentamos o desejo de termos mais tempo.

O tempo falta-nos. Mas será que nós também não faltamos?

Onde está o tempo para nós? Onde estamos nós no tempo?

publicado por Theosfera às 10:03

Madame de Stael deixa-nos um aviso eivado de suma pertinência: «Os homens em revolução têm muitas vezes mais a recear dos seus êxitos do que dos seus reveses».

As pessoas parece que se transfiguram com os êxitos. E não necessariamente para melhor.

Há quem não saiba perder. Mas também não falta quem não saiba ganhar!

publicado por Theosfera às 10:02

Uma discussão pode ser dada por terminada. Mas, em si mesma, nunca estará concluída.

Já Protágoras advertia: «Todo o argumento permite sempre a discussão de duas teses contrárias, inclusive este de que a tese favorável e contrária são igualmente defensáveis».

É claro que não existe uma simetria absoluta entre posições. Mas ela é, muitas vezes, alegada. E, não raramente, a posição mais indefensável à partida pode tornar-se vencedora à chegada.

O absurdo anda à solta. Alguém o segura?

publicado por Theosfera às 10:00

Há risos que são humilhantes. Que torturam. Que, não raramente, destroem.
E há sorrisos que são miraculosos. Dispensam palavras e argumentos.

Conseguem quase tudo. Sobretudo desarmar os desavindos e (re)aproximar os distantes.
Nem sempre será oportuno rir. Mas nunca deixe de sorrir!

publicado por Theosfera às 09:59

Hoje, 17 de Julho, é dia do Bem-Aventurado Inácio Azevedo e seus companheiros mártires, Sta. Teresa de Sto. Agostinho e suas companheiras mártires e Sto. Aleixo.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 07:17

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro