O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quarta-feira, 20 de Junho de 2012

Paul Valéry é que tinha razão: «O futuro já não é o que era».

 Quando lá chegamos, quando o futuro se torna presente, é muito diferente das previsões.

Mas não será essa a única forma de o futuro ser...futuro?

Daí o conselho de Antoine de Saint-Exupéry: «O futuro, não tens de o prever, tens de o permitir»!

publicado por Theosfera às 10:26

«Só existe um êxito: a capacidade de levar a vida que se quer».

Eis o que disse Morley. Mas será verdade?

A vida é um «mysterium conjunctionis», um mistério de conjugação.

Ninguém está em condições de fazer tudo o quer. Ninguém deve ser impedido de fazer muito do que pretende.

Às vezes, a maior adversidade não vem de fora, vem de dentro.

O ser humano é muito complexo.

publicado por Theosfera às 10:25

Florbela Espanca já tinha reparado: «Tão pobres somos que as mesmas palavras nos servem para exprimir a mentira e a verdade».

A palavra diz muito, mas não diz tudo. É preciso situar a palavra na frase, a frase no texto e o texto no contexto.

A mesma palavra pode dizer coisas muito diferentes conforme as variáveis que a circundam!

publicado por Theosfera às 10:24

Muito bem esteve Saint-Jonh Perse: «À pergunta habitual: ''Por que é que escreve?'', a resposta do poeta será sempre a mais curta:''Para viver melhor"».

Escrever não é só um deleite. Pode ser também um imperativo!

publicado por Theosfera às 10:23

Em pleno século XIX, Eça de Queirós sustentou: «Quando os meios faltarem e, um dia, se perderem as fortunas nacionais, o regime estabelecido cairá para deixar o campo livre ao novo mundo económico».

Estaremos a chegar a esse tempo?

Muitos meios faltam. Muitas fortunas caem. Mas a maior fortuna persiste: a vontade, o garbo, a determinação!

publicado por Theosfera às 10:21

Hoje, 20 de Junho, é dia de Sta. Sancha, Sta. Mafalda e Sta Teresa (filhas de D. Sancho I), S. Francisco Pacheco e companheiros mártires e Sta. Gema.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 07:17

Os políticos são servidores, mas na prática acabam por comportar-se como senhores.

Decidem em nosso nome. Condicionam a nossa vida.

Dizem o que temos de pagar, o que temos de ganhar.

Se calhar, tem de ser assim. Mas era tempo de se abandonar uma certa arrogância, um certo deslumbramento, uma certa e indisfarçável vaidade.

Podem mudar os políticos e as políticas, mas o espírito mantém-se.

Daí o desabafo, em tom penoso de François Mitterrand quase no ocaso da sua vida: «O meu maior fracasso foi não ter conseguido mudar o estado de espírito do corpo do Estado»!

publicado por Theosfera às 06:14

«Há coisas que nunca se poderão explicar por palavras».

José Saramago viu bem. Há coisas em que gaguejamos eternamente.

De facto, só se vê bem com o coração, como alertava Saint-Exupéry.

Os lábios tartamudearão sempre perante o que vem do fundo!

publicado por Theosfera às 00:05

Violenta a pressa em que decorre a nossa vida. Doentia a pressão que afoga o nosso ser.

Queremos garantias para tudo. Exigimos resultados não só depois dos actos, mas até antes das acções. Faz falta um pouco de aventura. Faz muita falta a aventura da esperança, do salto no possível!

publicado por Theosfera às 00:04

As críticas choveram. Os amuos vieram. A repreensão não demorou.

Dizem alguns que os jogadores devem respeitar as críticas. Estamos em democracia, alegam. E é verdade.

Só que, em nome da mesma democracia, o direito de falar coexiste com o direito de não falar.

Fale-se por despeito, não se fale por amuo, a democracia deixa tudo em aberto.

Outra coisa é levar a questão para o capítulo dos deveres.

Será que se deve dizer certas coisas que se dizem?

Será que se deve calar pelos motivos que se alegam?

Bastos pretextos para a indispensável reflexão!

publicado por Theosfera às 00:03

Não se nota quando está. Não se nota quando falta.

Tem já muitos anos. É pequena, idosa e discreta.

Há pessoas assim. Leves como a brisa.

Fazem o que devem. E não fazem alarde disso.

Não reclamam atenção. Merecem a melhor atenção!

publicado por Theosfera às 00:02

Tudo pode ser pensado. Mas nem tudo deve ser dito.

Michel Platini, o presidente da UEFA, disse que apostava numa final entre a Alemanha e a Espanha. Ontem mesmo, houve um penálti a favor da Croácia. O árbitro não assinalou. Na jogada seguinte, a Espanha marcou. No final, a Espanha venceu e qualificou-se.

Apesar de tudo, quero crer que se tratou de uma arreliadora coincidência.

A responsabilidade não inibe a liberdade. Mas deve infundir alguma sensatez.

Quem foi genial com a bola nos pés tem de ser um pouco mais cauto com as palavras nos lábios!

publicado por Theosfera às 00:01

O fracasso não vem com a derrota. O fracasso só chega com a desistência.

Shakespeare bem o notou: «Eles fracassaram porque não começaram pelo sonho»!

publicado por Theosfera às 00:01

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro