O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Domingo, 20 de Maio de 2012

Não sei que será pior: se o endividamento se o desemprego.

Se, para saldar as dívidas, o preço é seres humanos ficarem sem trabalho, então é porque o medicamento não serve, não cura.

A gangrena no organismo chamado povo vai-se acentuando.

Só num ano, Portugal perdeu 54 mil empresas.

É obra. É muita falta de obra!

publicado por Theosfera às 18:26

A maior beleza do amanhã é quando ele se transforma em hoje.

É importante sonhá-lo. Mas é fundamental vivê-lo!

publicado por Theosfera às 18:25

Ouvindo os peritos e os opinadores. ficamos com uma sensação nimbada de ambivalência.

Parece que há muitas soluções. Mas parece haver também pouca vontade de trilhar caminhos.

Sobretudo se esses forem caminhos de mudança!

publicado por Theosfera às 18:23

Leão Tolstoi: «A fé é a força da vida».

Todos nós o sentimos. Designadamente nas horas mais difíceis.

Quando tudo falha, eis que aparece a fé!

publicado por Theosfera às 18:21

Dizem que é preciso trabalhar. Ninguém duvida.

Mas há cada vez menos oportunidade para o trabalho. E dão cada vez menos valor ao trabalho!

O trabalho precisa de ser valorizado. A pessoa do trabalhador merece ser (re)valorizada!

publicado por Theosfera às 18:19

A actual situação coloca muitos problemas e levanta uma pergunta: a Europa, nos últimos cem anos, resolveu algum problema?

As duas guerras mundiais foram superadas com a ajuda dos americanos.

Pelo rumo que as coisas estão a tomar, é provável que tenha de vir de fora uma luz.

Há muita neblina a cair sobre o Velho Continente!

publicado por Theosfera às 18:17

Na sua humildade, Eduardo Lourenço diz que sempre teve problema com máquinas e computadores. Mas não tem problemas com a pena. Nem com o pensamento. Nem com a vida.

Pessoas assim são inestimáveis.
Mesmo parecendo de outros tempos, são luzes para todos os tempos!

publicado por Theosfera às 18:16

Os especialistas são necessários, mas também são limitados.

Sabem muito de uma grande coisa. Os sábios procuram saber muito de muita coisa, ligando os saberes.

Zubiri era considerado um «especialista do geral».

Hoje, os povos são dominados por especialistas. Era bom que fossem orientados por sábios.

Que bebessem na fonte da verdadeira sabedoria: a humildade.

É ela que nos impele à procura. Incessantemente!

publicado por Theosfera às 18:15

Hoje, 20 de Maio, é dia de S. Bernardino de Sena e S. Teodoro de Pavia.

É a solenidade da Ascensão do Senhor e Dia Mundial das Comunicações Sociais.

Um santo e abençoado dia pascal para todos!

publicado por Theosfera às 18:13

Ocorre hoja o décimo aniversário da independência de Timor-Leste.

Foi uma causa alimentada de sonho e regada com sangue. Valeu a pena.

Há exemplos interessantes vindos daquele país-irmão, embora distante.

Mas ainda nem tudo está conseguido.

O petróleo sabe a ouro, mas a população ainda está muito carente.

Muito para fazer, pois. Parabéns!

publicado por Theosfera às 16:37

Antes de ser elevado ao Céu, Jesus, segundo o evangelista S. Marcos, envia os discípulos por todo o mundo. E eles foram.

Os Doze concretamente foram na direcção do oriente, privilegiando especialmente e Ásia Menor.

A excepção foi precisamente S.Pedro.

Também esteve em Antioquia (onde os seguidores de Jesus receberam, pela primeira vez, o nome de «cristãos»), mas foi para Roma, onde viria a ser martirizado.

Esta decião de ir para Roma viria a configurar (para todo o sempre!) a fisionomia da Igreja.

Os sucessores de Pedro em Roma seriam aqueles que viriam a presidir a toda a Igreja!

publicado por Theosfera às 16:36

«Felizes os que não falam; porque se entendem».

Quanta verdade no que disse Mariano Larra.

As palavras existem para unir, mas, muitas vezes, separam. Já o silêncio foi feito para calar, mas, não raramente, consegue agregar.

A bem dizer, os que não falam estão sempre à procura da palavra seguinte, da palavra serena, da palavra eterna. Esta é um murmúrio que só o silêncio é capaz de captar!

publicado por Theosfera às 16:35

Nélson Rodrigues foi ao ponto de dizer: «A liberdade é mais importante que o pão». Eu não diria tanto.

Mas a liberdade é conatural à existência do homem.

«Só presto para ser livre», dizia Torga. De que adianta ter pão se não há liberdade?

publicado por Theosfera às 16:34

«Cómodo» é um adjectivo cujo signficado ninguém ignora. Mas é também um nome cuja existência talvez poucos reconheçam.

«Cómodo» foi um imperador romano, um dos mais perversos, aliás. Filho e sucessor de Marco Aurélio,

«Cómodo» oscilava entre uma vida dissoluta e a violência.

Além de assistir a espectáculos de gladiadores, ele também actuava.

Ganhava sempre, mas era mais pelo medo que a sua posição imperial inspirava.

Teve um triste fim.

Foi assassinado a 31 de Dezembro de 192. Uma vida «cómoda» não conduz a um final empolgante!

publicado por Theosfera às 16:32

Nesta época que estamos a viver, talvez não seja despropositado evocar Ortega y Gasset e uma das suas famosas frases: «A Europa está com os pés virados para cima e com a cabeça voltada para baixo».

Era bom que se meditasse. Parece que, de facto, anda tudo ao contrário.

A economia existe para as pessoas.

Mas estas, as pessoas, parecem cada vez mais degoladas pela economia!

publicado por Theosfera às 16:31

Era para ser uma despedida,

mas tornou-se a continuação de um encontro.

 

A Tua Ascensão, Senhor,

não é um adeus,

é uma presença eterna,

um encontro constante.

 

Tu não deixaste o Pai quando vieste nós.

Não nos deixas a nós quando voltas para o Pai.

 

Tu és sempre a presença de Deus junto dos homens

e a presença dos homens junto de Deus.

 

Tu não queres que fiquemos a olhar para o Céu.

O que Tu queres, Senhor, é que,

na Terra,

comecemos a construir o Céu.

 

«O Céu existe mesmo»!

O Céu existe já na Terra

quando fazemos o bem,

quando dizemos a verdade,

quando trabalhamos pela justiça,

quando espalhamos a paz.

 

«O Céu existe mesmo»!

O Céu és Tu, Senhor,

O Céu é a Tua e nossa Mãe.

E o Céu podemos ser nós,

se nos respeitarmos como pessoas

e se nos unirmos e amarmos como irmãos.

 

«O Céu existe mesmo»!

E tudo pode ser diferente

e tudo pode ser melhor.

Se agirmos em Teu nome,

um novo começo será sempre possível.

 

«O Céu existe mesmo»!

As trevas não hão-de vencer.

O mal não há-de triunfar.

O egoísmo não há-de persistir.

 

«O Céu existe mesmo!»

As crianças hão-de cantar.

Os velhinhos hão-de sorrir.

E as mãos serão dadas.

 

«O Céu existe mesmo!»

Nós temos a certeza

e não deixaremos de ter a esperança.

As nuvens podem cair.

Mas o sol há-de sempre brilhar.

O sol que é fonte de luz.

O sol que ilumina sempre.

O sol que és Tu,

JESUS!

publicado por Theosfera às 10:35

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9

19




Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro