O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quarta-feira, 09 de Maio de 2012

Não se trata de coligar Estados, mas de unir pessoas.

Esta foi a intuição de um dos pais fundadores da União Europeia, Jean Monnet.

O problema é quando os Estados se coligam e as pessoas não se unem.

Às vezes, até se coligam para cavar, ainda mais, o fosso que separa as pessoas.

O Estado português está, formalmente, no mesmo patamar que o Estado alemão.

Mas os cidadãos portugueses estão longe, muito longe, dos cidadãos alemães.

A união entre as pessoas permanece uma miragem!

publicado por Theosfera às 10:29


Hoje, 9 de Maio, é dia de S. Jorge Preca, Sta. Catarina de Bolonha, Sta. Maria Domingas de Mazzovello, Sta. Maria Teresa de Jesus e S. Pacómio.

Um santo e abençoado dia pascal para todos!

publicado por Theosfera às 10:05


«O que se faz de grande faz-se em silêncio».

Erik Geijer assim escreveu. E eu propendo a aquiescer cada vez mais ao afirmado.

Até a palavra, para ser valorizada, precisa de ser condimentada pelo silêncio.

Caso contrário, é a banalização.

Hoje, não há comunicação. Há sobretudo ruído!

publicado por Theosfera às 10:04


A história não pára.

Aliás, a história é o espaço daquilo que não pára, do que está sempre em movimento e permanentemente em devir.

A Europa não está como nos anos em que fermentou a União.

Os começos não podem ser um freio, mas ai de nós se não colhemos a sua inspiração.

Continuamos nos mesmos territórios, mas o espírito é completamente diferente.

Neste Dia da Europa, reler Monnet e revisitar Schumann poderá ser uma boa sugestão!

publicado por Theosfera às 10:02


Num banco encontramos dinheiro. Mas não encontramos necessariamente riqueza.

A riqueza está na alma, no coração.

A riqueza não está só na multiplicação, mas também na divisão.

Carlos Drummond de Andrade disse o essencial: «O cofre do banco contém apenas dinheiro. Frustrar-se-á quem pensar que nele encontrará riqueza»!

publicado por Theosfera às 10:01


A vida é paradoxal. Gostamos de êxito, mas aprendemos mais com os fracassos.

Na História dos Povos, ocorre o mesmo.

Na Europa, as grandes mudanças vieram sempre depois de grandes dramas.

A própria União Europeia, que apesar de tudo tem assegurado tempos de paz, veio na sequência de duas trágicas guerras.

A situação actual é complicada. Mas não será calamitosa. A hora é dos cidadãos!

publicado por Theosfera às 10:00


As coisas estão mal no presente.

Mas, por muito que isso nos espante, nunca estiveram tão bem.

No passado, houve muito mais violência.

A consciência moral, apesar de todas as vacilações, nunca esteve tão apurada.

Mas é preciso mais. Muito mais. Muito melhor!

publicado por Theosfera às 09:59

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9

19




Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro