O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sábado, 24 de Dezembro de 2011
Há quem esteja preocupado com a a falta de sinais de Natal.
As pessoas referem-se à falta de iluminação, de música, de agitação.
Serão esses, porém, os sinais do Natal?
Sinais do Natal serão (seriam) mais justiça, mais verdade, mais solidariedade, mais bondade, menos egoísmo, mais paz!
publicado por Theosfera às 09:52

Ainda não será desta que teremos «aquele» Natal sonhado por Jesus: na humildade, na paz universal, na fraternidade cósmica.
Mas não desbaratemos a esperança.
O Natal não é só amanhã. Como disse David Mourão-Ferreira, «há-de vir um Natal e será o primeiro em que o nada retome a cor do infinito»!
publicado por Theosfera às 08:58

Amar o próximo. Levar a paz. Não responder às provocações. Manter a serenidade na tempestade. Animar os espíritos adormecidos. Amortecer os espíritos agitados. Emitir um sorriso. Afagar uma lágrima. Não ter vergonha de assumir o que se sente. Ser autêntico. Respeitar toda a gente e preferir os pequenos e os pobres.
Ser cristão será outra coisa?
publicado por Theosfera às 08:57

«Portugal desceu ao túmulo», diz Eduardo Lourenço.
E esta é uma boa notícia. É que, como dizia Nietzsche. «só os túmulos conhecem a ressurreição».
Só a partir do fundo se consegue subir. Estamos, portanto, a viver uma hora estimulante. E um momento decisivo!
publicado por Theosfera às 08:56

«Pensar é o acto mais violento que há».
Porque é que Vergílio Ferreira terá vertido esta percepção?
E o que será violento: o acto de pensar ou as reacções impiedosas que ele desencadeia?
Será por isso que hoje pouco se pensa mesmo quando alguns pensam que pensam? Poderá haver pensamento sem risco?
publicado por Theosfera às 08:54

O Natal, na sua encantadora simplicidade, inocula nas pessoas sentimentos especiais.
Aquilo que nos parece banal recebe uma outra luz. Até o consumo ganha uma dimensão surpreendente.
Quando se compra algo, pensa-se em alguém. Ao olhar para esse algo vemos alguém. É bonito.
Só é pena que este ambiente termine inopinadamente com o fim da noite da Consoada.
Estranhamente, o Natal, para muitos, já nem dura até ao dia de Natal.
Tudo parece finar-se na véspera. Não será possível esticar o Natal a todo o ano, a toda a vida?
publicado por Theosfera às 07:51

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9

12




Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro