O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Domingo, 04 de Dezembro de 2011

O Cristianismo, antes de ser Igreja ou Doutrina, é caminho. É vivência. É experiência. É testemunho. É possibilidade. É esperança. És tu. Somos nós.

 

Tem a forma de cada um. Tem a marca de todos.

 

Onde a bondade avulta, o Evangelho escorre...

publicado por Theosfera às 19:10

Sócrates é, desde a antiguidade, nome de sábio, de político, de artista.

 

Hoje morreu um Sócrates que, tendo esses predicados, passeava classe pelos relvados.

 

O futebol, para ele, era uma espécie de partitura. Pertenceu, talvez, à melhor selecção que nunca ganhou um título mundial.

 

O excesso de confiança diante da Itália de Paolo Rossi seria fatal. Mas o perfume derramado pela equipa do Brasil em 1982 ainda hoje se faz sentir.

 

Ainda era muito novo para partir. Mas alguma vez será tarde para morrer?

publicado por Theosfera às 19:10

Não é crente. Disse, um dia, que não se sentia «tocado pela graça da fé». Mas isso não o impediu de se considerar, talvez, como «um místico que se desconhece».

 

Mário Soares corporizou, ao longo da sua vida e missão, dois valores que qualquer cristão subscreve: a luta pela liberdade e a defesa dos mais pobres. E, coisa admirável, não só deu a cara por estes ideais como sofreu por eles.

 

O seu último livro tem como título «Um político assume-se». Podia ser «Um político confessa-se».

 

Não sendo memórias no sentido convencional do termo, o livro de Mário Soares expende uma memória prodigiosa.

 

Qualquer investigação sobre a época em causa careceria da consulta exaustiva de toneladas de documentos.

 

O instrumento de consulta desta obra é a memória do seu Autor. Daí o estilo vivo e preciso, mesmo quando incide sobre acontecimentos de há décadas.

 

Lê-se com desenvoltura.

 

E é impossível não ter um sentimento de gratidão por tanto que este homem fez pelo país. Por nós!

publicado por Theosfera às 19:07

Mark Twain assinalou: «Quando sobes a montanha do sucesso não encontras um amigo».

 

E será que o encontramos quando se desce a escada do fracasso?

publicado por Theosfera às 19:05

Hoje, 4 de Dezembro, faz 113 anos que nasceu Xavier Zubiri, o teofilósofo que nos mostrou Deus no Homem e o Homem em Deus numa intersignificação mútua e numa abertura recíproca.

 

Nascido em San Sebastián a 4 de Dezembro de 1898, baptizado no dia seguinte e falecido em Madrid a 21 de Setembro de 1983, o seu nome completo era José Francisco Javier Zubiri Apalategui.

 

Na família era conhecido como Josechu. A partir de 1933 os seus escritos aparecem invariavelmente assinados como X[avier] Zubiri.

 

Preferia, entretanto, que o tratassem apenas por Xavier.

 

Aliás, o seu onomástico foi sempre assinalado a 3 de Dezembro, dia de S. Francisco Xavier, e véspera do seu aniversário.

publicado por Theosfera às 19:04

O Barcelona continua a patentear muita classe, mas sabe que, este ano, não vai ter um passeio pela Liga Espanhola.

 

Pela primeira vez nos últimos anos, tem um adversário. E o adversário não é sequer uma equipa. Porque não há equipa que se iguale ao Barça.

 

O adversário do Barcelona, este ano, é Mourinho.

 

Guardiola é um compositor que põe os seus jogadores a deslumbrar.

 

Mourinho é um comandante que incute um querer sem limites nos seus atletas.

 

Os estilos são opostos. Mas a motivação é igual. Vai ser doloroso a um deles não ser campeão!

publicado por Theosfera às 19:02

Há uma diferença substancial entre a austeridade como imposição e a austeridade como opção.

 

O nosso povo está a ser alvo de uma austeridade imposta e, o que é pior, sem fim ou amortecimento à vista.

 

João Baptista, pelo contrário, corporiza a austeridade como opção voluntária.

 

A Bíblia diz que se vestia de pêlos e se alimentava de gafanhotos e mel silvestre!

publicado por Theosfera às 18:59

«A reputação é um apêndice ocioso e enganador, obtido muitas vezes sem merecimento e perdido sem nenhuma culpa».

 

Eis o que escreveu William Shakespeare há séculos. E, em muitos casos, não continuará a ter razão?

publicado por Theosfera às 18:57

 

Vim, Senhor, à Tua procura

 

e notei que Tu já estavas comigo.

 

 

 

Fiquei, Senhor, à Tua espera

 

e verifiquei que Tu já moravas comigo.

 

 

 

Pensei, Senhor, que Te encontravas a meu lado

 

e apercebi-me de que já habitavas no meu coração.

 

 

 

O Teu presépio, Jesus, é o íntimo de cada ser humano.

 

A manjedoura em que, hoje, Tu (re)nasces

 

é a vida de tanta gente.

 

 

 

Por isso é sempre Advento,

 

porque Tu estás sempre a chegar.

 

E por isso é sempre Natal,

 

porque Tu estás sempre a nascer.

 

 

 

Nasce, Senhor, no meu peito.

 

Nasce, Senhor, na minha alma.

 

 

 

Nasce, Senhor, na minha vida.

 

Nasce, Senhor, no nosso mundo.

 

 

 

Não tardes mais.

 

O mundo precisa de Ti,

 

da Tua Palavra,

 

do Teu Pão,

 

do Teu imenso Amor

 

e da Tua infinita Paz!

 

 

 

publicado por Theosfera às 10:32

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9

12




Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro