O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quarta-feira, 26 de Outubro de 2011

Que o paradoxo comanda a vida, basta olhar para o que se passa no universo das religiões.

 

Destinadas a fomentar a paz, encontram-se afogadas em turbilhões de guerras.

 

Se os conflitos não são tantos como no passado, há sequelas que se prolongam no presente, ameçando tingir de sombras o futuro.

 

É por isso que, para haver paz no mundo, terá de haver paz entre as religiões.

 

O diálogo é, pois, fundamental.

 

O encontro de amanhã em Assis é mais um passo num caminho que não pode ter retorno. E trata-se de mais um certificado de que é possível partilhar não apenas pontos comuns, mas também pontos diferentes.

publicado por Theosfera às 20:55

Ao contrário do que se supunha, parece que terá sido possível a convivência entre seres humanos e dinossauros. É, pelo menos, o que indiciam algumas investigações operadas na China.

 

É claro que a convivência deve ter sido difícil. Mas alguém acha que é fácil a coexistência dos homens entre si?

 

Não precisamos de dinossauros para fazermos a experiência dos perigos que nos envolvem!

publicado por Theosfera às 16:15

Um país sem crianças será um país com futuro?

 

Portugal vai ter, nos próximos quatro anos, a segunda mais baixa taxa de fecundidade do mundo, com 1,3 filhos por mulher, apenas ultrapassado pela Bósnia-Herzegovina (1,1), de acordo com um relatório divulgado, esta quarta-feira, pelas Nações Unidas.

publicado por Theosfera às 16:14

«O tempo revela a verdade».
Assim escreveu (notável e magnificamente) Séneca.

publicado por Theosfera às 16:13

Antoine de Saint-Exupéry exarou uma enorme e bela verdade: «O que nos salva é dar um passo. E outro ainda».

 

De facto, viver é caminhar. Às vezes, é cair. Outras vezes, é levantar. E tem de ser sempre ultrapassar, transcender, superar. Só indo ao encontro nos (re)encontramos.

 

Para isso, é preciso sair, dar: dar passos, dar a vida!

publicado por Theosfera às 13:28

Nem sempre a natureza é cruel, malsã.

 

O sismo da Turquia ceifou muitas vidas e devorou muitos sonhos. Mas, ainda assim, conseguiu poupar um bebé de duas semanas.

 

Ainda há clareiras no meio dos escombros!

publicado por Theosfera às 10:22

Descartando a conotação ideológica (sobre a qual, obviamente, não me pronuncio), tenho para mim que um cristão não pode ser conservador.

 

Jesus inaugurou um movimento de transformação e legou-nos uma mensagem de mudança.

 

A parábola dos talentos é, a este propósito, soberanamente eloquente.

 

Jesus não censura quem obtém pouco. Só verbera o comportamento de quem, com medo de perder o que tem, não arrisca.

 

Jesus não veio para que tudo fique na mesma. Ele veio (e continua a vir) para que tudo seja diferente, para que tudo seja melhor.

 

Eis uma tarefa que está muito longe de ser dada por concluída.

 

Não podemos, pois, estacionar no já dito ou insistir no já conseguido.

 

O caminho ainda não foi totalmente percorrido. Há muita novidade para semear!

publicado por Theosfera às 10:20

Este é um tempo de atropelos.

 

Somos, de facto, permanentemente atropelados por palavras e imagens. Estas, em princípio, retratam uma realidade.

 

Mas quem ouve as palavras e vê as imagens, fica com a impressão de que o real é muito variável.

 

Uma vez mais, o equlíbrio e a moderação podem ser a chave.

 

Porventura, o real não é tão ridente como outrora era pintado. Mas também não será tão tenebroso como, hoje, tende a ser colorido.

 

Acima de tudo, importa não descrer.

 

Há que dizer o que ainda não foi dito. Há que realizar o que ainda não foi feito. Há que trilhar o que ainda não foi caminhado!

publicado por Theosfera às 10:18

Era fim de Outubro, mas estava calor, naquele ano, em 1963.

 

Há 48 anos, neste dia, meus queridos Pais uniram-se em matrimónio.

 

Um beijo sentidamente reconhecido à minha Mãe. Que se mantém comigo aqui.

 

E um beijo reconhecidamente sentido a meu Pai. Que continua comigo lá. Na eternidade. Para onde, afinal, todos caminhamos. E onde, no final, todos nos reencontraremos!

publicado por Theosfera às 10:16

A vida é o sorriso mais belo que a eternidade depositou no tempo.

 

Não deixes de o mostrar nos teus lábios, ainda que as lágrimas se passeiem pela tua face!

publicado por Theosfera às 00:33

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
15

18
19
21
22

23
24



Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro