O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sexta-feira, 09 de Setembro de 2011

Os séculos, aprendemos com Eric Hobswan, não se contam apenas por datas. Contam-se sobretudo pelos acontecimentos que os balizam.

 

O século XX terminou, em 1989, com o desmoronamento daquilo que o tinha iniciado em 1917: a Revolução Russa.

 

O século XXI terá começado em 2001. Nele, as guerras já não opõem apenas povos. As guerras podem ser de uma pessoa ou de um grupo contra uma civilização inteira.

 

Entraremos no século XXII quando a civilização vencer a barbárie.

 

Bastarão cem anos para lá chegarmos?

publicado por Theosfera às 16:02

Tudo é excessivo, hoje. E obsessivo. A informação não foge à regra.

 

Até Domingo, as televisões massacram-nos com imagens do 11 de Setembro tentando, com uma miríade de intervenções, o impossível: encontrar uma justificação consistente para o que aconteceu e lobrigar uma certeza quanto ao que pode acontecer.

Nada, porém, justifica um acto daqueles. E, quanto ao futuro, é a neblina total.

 

Enquanto fizermos o mesmo, poderemos esperar resultados diferentes?

publicado por Theosfera às 13:38

Ser chão (adjectivo) é também saber respeitar o chão (substantivo).

 

Chã é a pessoa simples, lisa, pura, limpa.

 

Foi, por isso, com pena que, esta manhã, vi o chão da terra onde vivo nos antípodas disto. Garrrafas, papéis, detritos, tudo desfigurava o chão.

 

Há que ser mais chão. E manter o chão asseado.

publicado por Theosfera às 12:50

Ricardo Araújo Pereira disse-o com ironia, mas também com alguma pertinência.

 

Portugal está a tornar-se um país nórdico.

 

Pagamos impostos como no norte da Europa e temos um nível de vida como no norte de África!

publicado por Theosfera às 12:48

«Não tento imaginar um Deus. Basta-me permanecer em espanto perante a estrutura do mundo».

Assim escreveu (genial e magnificamente) Albert Einstein.

publicado por Theosfera às 11:56

O poder precisa de uma oposição atenta, construtiva, vigilante. Que coopere com a crítica e colabore através da advertência.

 

A oposição não é um martelo que desfaz o que outrem executa. É, sim, uma indispensável consciência para a acção governativa.

É por isso que o Congresso do PS, que hoje se inicia, é importante.

 

Todos são necessários. Na hora que o país atravessa, ninguém pode ser descartado.

 

Afinal e como avisa Raymond Aron, «a democracia é obra comum de partidos rivais».

publicado por Theosfera às 11:52

Mesmo quando não há combates, o mundo sente-se em guerra.

 

Mesmo quando não existem ataques, a humanidade sente-se na necessidade de se defender.

 

Até ao 11 de Setembro, sabia-se onde morava o inimigo. Agora, não sabemos onde ele se encontra. Nem o lugar do próximo atentado. Nem qual é o seu alvo. Que, aliás, pode ser qualquer um de nós.

 

O terrorismo global inaugurou uma era paradoxal. Qualquer atentado é visto. Os seus autores é que permanecem invísiveis.

 

Outrora, anunciava-se o início dos combates. Hoje, só sabemos na hora. E já depois de haver muitas vítimas!

publicado por Theosfera às 11:39

Pode-se visitar o passado, recordar o passado, reconstruir o passado. Mas tudo isso se faz a partir de cada presente.

 

Ao passado nunca se regressa.

 

Por isso é que é passado. E o passado não se altera. É como foi.

 

Só há caminho para a frente. Só no eterno descansamos.

 

Com o passado podemos aprender. Se, no presente, estivermos dispostos a mudar.

publicado por Theosfera às 11:18

O silêncio passou por mim e fez-me um convite que não podia recusar: passar algumas horas em sua casa!

 

Aceitei.

 

Uma santa e feliz noite para todos. Na paz de Jesus.

publicado por Theosfera às 00:53

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro