O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quinta-feira, 01 de Setembro de 2011

Os jornais (incluindo os telejornais) são dominados por dois temas: violência e exibicionismo.

 

O antídoto está à nossa disposição: autodomínio e simplicidade.

Se não aprendermos a dominar os pequenos instintos, dificilmente controlaremos os grandes impulsos.

 

E, acima de tudo, a humildade que nos mantém reconciliados connosco e em paz com os outros.

publicado por Theosfera às 22:42

E se entregássemos a condução do país a quem não sabe?

 

Já repararam no estado a que Portugal chegou pela mão de quem sabe?

 

O problema é que não há saber que não inclua o saber primordial: o não saber.

 

Só assumindo que não se sabe, é que se pode ir à procura de formas novas de saber.

 

Para situações novas, não podemos usar saberes velhos.

 

O maior sábio de sempre garantia que quanto mais sabia, mais sabia que não sabia.

 

A sua ignorância foi qualificada como douta, como sábia.

publicado por Theosfera às 22:33

Concordo, cada vez mais, com o que disse o grande Jorge Luís Borges: «Sou todos os livros que li, todas as pessoas que conheci, todos os lugares que visitei».

A chave de tudo está no segundo elemento. Os livros e os lugares valem pelas pessoas que neles se revelam.

 

Cada pessoa é um livro em permanente construção. Com um texto aberto. E sem ponto final...

publicado por Theosfera às 16:46

Quatro senhoras assassinadas, em quatro dias, pelos seus maridos.

 

A tragédia veste-se de imponência e tinge-se com extremos de crueldade.

 

A família acaba por ser o retrato do que é o mundo. Conseguirá, alguma vez, o mundo ser a cópia do que deveria ser a família?

 

A família é um pequeno mundo. Para que o mundo possa ser uma grande família!

publicado por Theosfera às 13:07

Do teólogo Eberhard Jungel retive sempre este pensamento: «Quanto maiores são as dificuldades, maiores são também as possibilidades».

A partir de hoje, as possibilidades devem ser muitas porque as dificuldades são gritantes: luz e gás mais caros, milhares de professores no desemprego, transporte de doentes crónicos passa a ser pago por antecipação.

Acredito na capacidade das pessoas para resistir e dar a volta.

publicado por Theosfera às 13:06

«Ser manso e humilde não é a mesma coisa que ser fraco e negligente».

Esta frase pertence ao Papa João XXIII.

A mansidão aparenta ser ingénua, mas não deixa de ser incómoda.

Aprendamos com Jesus. Ele foi mansamente incómodo e incomodamente manso.

publicado por Theosfera às 13:05

Ser manso não é ser ingénuo. É militar de outra forma nas grandes causas.

Poderá haver quem questione e pergunte acerca do que se ganha com a mansidão. Seria bom que pensássemos, sim, no que temos perdido com a violência.

Os violentos têm conseguido alguma coisa?

publicado por Theosfera às 13:04

Uma das frases mais belas de João Crisóstomo assinala o óbvio esquecido: «A violência não se vence com a violência, mas apenas com a mansidão».

É curioso que este mesmo santo recomendava que, se alguém visse uma pessoa proferir uma blasfémia, não hesitasse em bater-lhe. «Batendo-lhe, santificas a tua mão».

 

Mas, com todo o respeito, é melhor não seguir este conselho...

publicado por Theosfera às 13:02

Também a chuva é realidade e é sinal.

 

Pode ser vista como sinal da prodigalidade dos dons de Deus.

 

Dizia Miguel de Unamuno: «Quando Deus quiser chover na tua vida, deixa chover».

publicado por Theosfera às 13:00

A partir de hoje, se for doente crónico e precisar de transporte para fazer o tratamento de que precisa, vai ter de pagar do seu bolso.

 

Poderá, depois, vir a ser reembolsado.

 

Porventura, uma vez ou outra, poderá deixar de ir.

 

Isto aflige-me.

 

Leis universais parecem justas. São iguais para todos. Só que os bolsos são diferentes. E muitos começam a estar vazios.

 

Esta política sem humanidade é perturbadora.

 

A economia tudo manda. Tudo mata?

publicado por Theosfera às 00:00

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro