O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quinta-feira, 16 de Dezembro de 2010

Sábio não é o que presume que sabe. Pelo contrário, é o que pensa que não sabe e, nessa medida, se esforça por saber.

 

O verdadeiro sábio procura e partilha.

 

Não é fácil incluir a humildade na sabedoria. Mas o mais difícil é alcançar a sabedoria da humildade.

 

Só a humildade é, autenticamente, sábia. Só ela nos traz ligados à terra.

 

Só ela nos conduz à profundidade. E não é na profundidade que estão as raízes de tudo?

 

O maior sábio é o que nem sequer dispensa o primeiro saber: o saber que não sabe, o saber do não saber.

 

Sem o primeiro passo, podemos dar o segundo? Sem o primeiro saber, será possível ascender a todos os outros saberes?

 

Porque humilde, o verdadeiro sábio não se considera superior nem vê os outros como inferiores. Para ele, os outros não estão abaixo nem tampouco ao lado. Os outros estão dentro dele. Cada ser humano pertence a todo o ser humano, a toda a humanidade. Este é o padrão basilar da sabedoria.

 

Quando vejo alguém humilde, posso não saber quem é. Mas sei que é um sábio, uma pessoa de bem.

publicado por Theosfera às 10:55

Em muitas cidades aparece o anúncio de que se compram valores.

 

Depois, lê-se que se trata de valores monetários.

 

Mas não deixa de haver motivos para pensar.

 

Numa cultura mercantilizada, não faltará quem coloque tudo em leilão.

 

Há quem venda tudo. Até valores. Até os valores.

 

Sucede que quem vende valores é porque já não os tem. E quem os compra também não passará a possuí-los.

 

Os valores cultivam-se. Aprofundam-se. E partilham-se.

 

Nunca se vendem nem compram.

 

Quando se fala de compra de valores, é porque eles já não existem.

publicado por Theosfera às 10:54

As redes sociais alteraram o perfil do relacionamento humano.

 

O facebook está até a massificar o conceito de amigo.

 

A amizade, supostamente, está à distância de um clique.

 

Não espanta, pois, que Mark Zuckerber, o criador daquela famosa rede, seja rico e famoso. Acaba de ser eleito a pessoa do ano 2010.

 

Isto dá que pensar.

 

A cultura da rede abre muitas janelas. Mas fecha também muitos corações.

 

Estamos cada vez mais em contacto. Mas somos cada vez menos profundos.

 

E, ao contrário do que parece, a transparência não tende a aumentar.

 

Porque a privacidade não é respeitada, as pessoas passarão a ter maior cuidado com o que dizem e com o que escrevem.

 

O problema é que tal cuidado não existe acerca dos outros.

 

A devassa e a intriga ameaçam não parar.

publicado por Theosfera às 10:54

Recordo o discurso do então Primeiro-Ministro aquando da cerimónia de adesão de Portugal à então CEE.

 

Assegurou o Dr. Mário Soares, em Junho de 1986, que «a solidariedade da Europa não nos faltará».

 

É claro que tudo isto funcionava mais como um apelo do que como uma certeza.

 

Ninguém duvida de que, em muitas alturas, a Europa foi magnânima para connosco.

 

Mas, agora que estamos com um forte problema na dívida pública, quem é que nos está a ajudar? Timor e a China!

 

O Padre António Vieira tinha razão quando escreveu: «Para nascer Portugal, para morrer o mundo».

 

Estamos na Europa, mas o nosso destino vai muito para lá dos mares...

publicado por Theosfera às 10:53

O Evangelho de S. João, a partir de certa altura, apresenta-nos duas figuras quase sempre a par: Pedro e o Discípulo predilecto.

 

Vê-se nitidamente que um complementa o outro. Na Última Ceia, Pedro pede ao Discípulo predilecto que pergunte a Jesus quem O iria trair.

 

Após a ressurreição, correm os dois para o sepulcro. O Discípulo predilecto chega antes, mas é Pedro que entra em primeiro lugar.

 

 Em Pedro está figurada a autoridade. No Discípulo predilecto está presente o amor. Ilação: a autoridade só pode ser exercida com amor, a partir do amor.

publicado por Theosfera às 10:52

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9


22



Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro