O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Domingo, 05 de Dezembro de 2010

Este domingo evoca João Baptista, que impressionava não só pelo vigor da sua palavra, mas também pela integridade da sua conduta.

 

Esta sintonia entre a palavra dos lábios e a palavra da vida é decisiva para a credibilidade.

 

Há um texto de Kirkegaard, recuperado recentemente por Anselmo Borges, que serve de contraponto e que, por isso, deve fazer pensar.

 

Vai o Bispo de Copenhaga, revestido de paramentos com filamentos de ouro e um báculo e uma mitra debruados de pedras preciosas, com todo o seu séquito em esplendor, senta-se num cadeirão de prata e dá início à sua homilia sobre a pobreza. E ninguém se ri!

 

Sem o eco da vida, a palavra não passa de ornamento retórico.

 

Jesus é a Palavra feita vida.

publicado por Theosfera às 11:49

Embora não pareça, foi Bento XVI quem afirmou: «Em vinte séculos de proclamação da mensagem de Cristo, o mundo não está manifestamente melhor».

 

A questão é que devia estar. Acima de tudo, porque foi essa a vontade do próprio Jesus.

 

 O problema não está, manifestamente, na mensagem. Já o Padre António Vieira tematizou sobre a ausência de efeitos da pregação. Igualmente, Gandhi distinguia entre o encanto que sentia por Cristo e o desencanto que lhe provocavam os cristãos.

 

 E, na verdade, Cristo veio para transformar o mundo. A salvação é o zénite da transformação. Não há dúvida de que, como anota Clara Pinto Correia, «a Igreja, para ser levada a sério, tem de praticar o Evangelho».

 

 Há muita gente na Igreja que o vive. Mas também há, dentro dela, muitos obstáculos e bastantes sombras.

 

 Joseph Ratzinger bem dizia, já em 1973, que, por vezes, a Igreja, em lugar de ser anúncio, torna-se o impedimento do anúncio. Sem testemunho não se convence ninguém.

publicado por Theosfera às 11:43

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9


22



Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro