O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sexta-feira, 22 de Outubro de 2010

Hoje em dia, pode faltar união. Mas o que não faltam são reuniões.

 

Conta-se até que o patriarca de Lisboa terá ironizado que, quando Jesus voltar, pode não nos encontrar unidos. Mas, muito provavelmente, encontrar-nos-á reunidos!

 

É claro que as reuniões são necessárias, mas estão a tornar-se excessivas e, sobretudo, infecundas.

 

O mais sintomático é que, quanto mais estéreis, tanto mais se repetem. De facto, quando uma reunião é inconclusiva, o mais normal é...marcar-se outra reunião.

 

Parece que no Japão já descobriram o logro de muitas reuniões. E, nesse sentido, a tendência é para que as reuniões decorram de pé.

 

Pelo menos, há uma probabilidade muito maior de serem mais breves!

publicado por Theosfera às 11:22

Não sei o que se passa. Só sei que me dói o que vejo.

 

Às vezes, tento resistir. Mas acabo sempre por desistir.

 

A televisão, nos seus diversos canais, tem-se desmultiplicado em entrevistas e debates com dirigentes políticos. Alguns deles têm pouca idade.

 

A expectativa é grande. Mas, volvidos os primeiros minutos, a desolação é maior.

 

Não se descortina uma linha de pensamento. O uso da língua é pobre.

 

Divisa-se um deslumbramento com a própria imagem. Os gestos são enfatuados.

 

Repete-se uma cartilha gasta. Eleva-se o tom de voz.

 

Não há uma estrutura. Há frases feitas.

 

Tudo é vulgar.

 

Parece que há um guião que alguém fez e todos se preocupam com a sua execução.

 

Invariavelmente, o botão desliga-se.

 

E o íntimo do cidadão fica desalentado com o que vê.

 

Não haverá melhor para mostrar?

publicado por Theosfera às 11:13

Não é só com os olhos que se vê. É sobretudo com a alma que se contempla. E com o pensamento que se medita.

 

Grave é, pois, quando nos limitamos a accionar os olhos do corpo, abafando os olhos do espírito. Aqueles que nos permitem ver mais longe. E mais longe.

 

É por isso que há muita gente com os olhos abertos que nada enxerga. E que há muita gente com os olhos fechados que tudo vê.

 

Deus não quer obviamente o pensar distante dos sentidos. Mas o que não deseja mesmo é que os sentidos ofusquem o pensar.

 

A sabedoria não está apenas em ver. Está sobretudo em reparar longamente.

 

E isso vincula — indelevelmente — os olhos do corpo aos olhos do…pensamento!

publicado por Theosfera às 10:31

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9






Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro