O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Terça-feira, 12 de Outubro de 2010

«Um homem em crise é um homem que está a sempre a crescer. Já tive muitas e espero ter mais ainda, porque assim sou obrigado a questionar-me constantemente».

Assim escreveu (luminosa e magnificamente) Paulo Coelho.

publicado por Theosfera às 11:35

As coisas no Brasil parece que estão a azedar.

 

A segunda volta das eleições presidenciais promete um despique aguerrido.

 

E, curiosamente, são os valores que estão na ordem do dia.

 

O debate entre José Serra e Dilma Rousseff foi deveras palpitante.

 

Falou-se do aborto e da fé.

 

Multiplicam-se as visitas às igrejas e as declarações de militância.

 

As acusações sobem de tom.

 

As sondagens dizem que Dilma desce e Serra sobe.

 

A maratona parece que vai ter um final decido ao sprint.

publicado por Theosfera às 11:32

«A ignorância é audaz. A sabedoria, reservada».

Assim escreveu (descontertante e magnificamente) Tucídides.

publicado por Theosfera às 11:25

Diante do escritor, o jornalista não perdeu a oportunidade.

 

Longe das trivialidades, Luís Osório perguntou a José Saramago por que parecia sempre tão pouco alegre, depois de ter conquistado tudo.

 

A resposta foi desconcertante: «Talvez porque a felicidade nunca é alegre».

 

Não foi o Mestre dos Mestres que proclamou felizes os que choram?

publicado por Theosfera às 11:17

Não será que muitos retiraram a fé em Deus da luta pela justiça porque nós retiramos a luta pela justiça da fé em Deus?

publicado por Theosfera às 10:55

Pacífico não é aquele que não faz nada. Pacífico é o que faz tudo com paz.

 

Se pacífico fosse aquele que não faz nada (leia-se: que não incomoda), o Prémio Nobel da Paz teria ido parar a outras mãos.

 

O Nobel da Paz deste ano está na prisão. Sabem porquê?

 

Porque reclamou do governo do seu país o respeito pelos valores da «liberdade, igualdade e direitos humanos».

 

Também defendeu um sistema político assente na «democracia, na república e no constitucionalismo».

 

 Por este crime, foi condenado a 11 anos de cadeia.

 

Foi na China? Foi no nosso mundo. Em pleno século XXI.

 

O mais estranho é haver, em países ocidentais, partidos que, em vez de estarem ao lado das vítimas, optam por estar contra as vítimas e ao lado dos que as condenam.

 

Daí que considere cada vez mais justo este Prémio Nobel.

publicado por Theosfera às 10:47

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9






Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro