O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Domingo, 29 de Agosto de 2010

Tinha 91 anos. Partiu no pretérito dia 26.

 

Raimon Panikkar era um teólogo fecundo, empenhado no diálogo entre as religiões.

 

Era um homem vibrante, uma inteligência aguda, um espírito brilhante.

 

Como se compreenderá, foi um incompreendido.

 

A interacção cosmoteândrica ficou como uma intuição promissora.

 

O Homem, segundo ele, não tem uma dupla cidadania. O ser crente faz parte integrante do seu ser inteiro.

 

Era um prazer lê-lo. Será sempre benéfico reflectir sobre o que nos deixou.

publicado por Theosfera às 19:27

É com espanto que noto a recepção acrítica, por parte de certas instâncias, ao encerramento de escolas.

 

É um problema de grande complexidade e algum melindre, que tem de ser encarado em toda a extensão e amplitude.

 

Pelo que se vê, está a ser dada prioridade à dimensão logística e sobretudo à componente tecnológica do ensino. Está a desvalorizar-se, a meu ver perigosamente, a vertente relacional.

 

Os centros escolares estão bem equipados, sem dúvida. Mas tende a esquecer-se que o ensino é um processo progressivo que interage com a família. Sobretudo nos primeiros anos, a proximidade da família é fundamental.

 

Para a sobrevivência do interior, trata-se de uma questão decisiva. O percurso, até agora, desenhava-se mais ou menos assim: ensino básico na aldeia, ensino preparatório e secundário na vila e ensino superior na cidade.

 

Com estas medidas, o interior vai ficar cada vez mais vazio. Este é o cimento do que, a médio prazo, acabará por ser impor. A ter validade cimeira o critério da população, pouco faltará para a extinção de muitas freguesias e concelhos.

 

Longe vão os tempos em que uma freguesia tinha três referências: o regedor, o pároco e o professor. Viviam lá. Estavam com as pessoas.

 

O professor já lá não vai. O pároco ainda por lá vai passando. Resta o presidente da junta. Até um dia.

 

Que diria D. Sancho a tudo isto? 

publicado por Theosfera às 19:17

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15

22
24
27
28

30


Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro