O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sexta-feira, 19 de Março de 2010

Neste dia de S. José, é pertinente reflectir, maduramente, sobre o drama por que passou.

 

O Evangelho aponta-o como homem justo.

 

Título apropriado, sem dúvida, para quem pôs a justiça acima da lei.

 

Não sei se já pensamos alguma vez no seguinte. Se José seguisse, de forma estrita, os ditames da lei, Jesus não teria nascido.

 

É que (como iremos ouvir no próximo Domingo) a lei preceituava que a mulher apanhada em adultério devia ser apedrejada até à morte.

 

É óbvio que Maria não praticou adultério. O que nela se passou foi obra do Espírito Santo.

 

Só que José não sabia. E o que ele via pouca margem dava para dúvidas.

 

Ainda não viviam em comum e Maria estava grávida. Um verdadeiro drama, o drama de José!

 

Aparece, aqui, o crédito da confiança. Embora não sabendo o que se tinha passado, José sabia que Maria era incapaz de o trair.

 

Dada, porém, a situação, estava disposto a fazer tudo em segredo, em afastar-se. Denunciá-la é que jamais.

 

As pessoas não são todas iguais. Ainda há quem seja diferente. E as aparências também iludem. Oh se iludem!

 

Foi nesta situação que Deus veio em seu auxílio. E também José ficou cônscio do que acontecera.

 

Nem sempre a justiça está na lei. A justiça é maior que a lei. Em caso de colisão, não há que hesitar.

 

Jesus viria a dizer: «Procurai, antes de mais, o Reino de Deus e a Sua justiça» (Mt 6, 33).

 

Jesus foi muito claro na primazia dada à justiça. Fê-lo com desassombro.

 

José também fez o mesmo. De um modo mais contido, quase imperceptível. Mas igualmente eficaz. E prodigamente coerente.

publicado por Theosfera às 19:23

A bondade comove-me.

 

A humildade convence-me.

publicado por Theosfera às 13:43

 

A família deve ser uma escola. Felizmente, ainda há escolas que conseguem ser uma família.
 
Foi gratificante e deveras comovente a forma como o Colégio da Imaculada Conceição assinalou o Dia do Pai, que serviu também de Comunhão Pascal.
 
A Eucaristia foi seriamente preparada e belamente participada. Notou-se um grande entrelaçamento entre todos à volta da fé, à volta de Cristo.
 
Os valores têm um cimento forte e uma estrutura funda quando apontam para Deus.
 
Muitos parabéns!
publicado por Theosfera às 13:16

Meu Pai já está está no Céu.

 

Meu Pai continua em mim.

 

Neste dia de S. José, Pai (adoptivo) de Jesus, recordo meu querido Pai, oro por todos os pais.

publicado por Theosfera às 01:03

Obrigado, Senhor,

obrigado por S. José,

homem de silêncios e de canseiras,

de sofrimento e de paz.

 

Obrigado por todos os pais,

porque nos deram a vida

e porque nos dão exemplo, testemunho e disponibilidade.

 

Que nós aprendamos com a sua dedicação,

com o seu amor e a sua bondade.

 

Que cada um de nós seja digno do seu suor e do seu trabalho.

 

publicado por Theosfera às 00:58

mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro