O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quarta-feira, 10 de Fevereiro de 2010
Creio
na Igreja nascida do Pai, gerada pelo Filho e alimentada pelo Espírito.

Creio
numa Igreja totalmente voltada para Deus e completamente virada para o Homem.

Creio
numa Igreja que fala de Deus aos homens e que fala aos homens de Deus.

Creio
numa Igreja que faz da oração prioridade e da justiça imperativo.

Creio
numa Igreja que não esconde a verdade que lhe foi entregue
nem mitiga a mensagem que lhe foi confiada.

Creio
numa Igreja que prefere ser criticada pela sua fidelidade
do que festejada pela sua incoerência.

Creio
numa Igreja que está de pé diante dos homens e de joelhos (só) diante de Deus.

Creio
numa Igreja que opta por servir em vez de agradar.

Creio
numa Igreja que não fala por cálculo nem cala por conveniência.

Creio
numa Igreja que não olha à posição nem ao título das pessoas.

Creio
numa Igreja que denuncia e anuncia a propósito e fora de propósito.

Creio
numa Igreja pobre e despojada.

Creio
numa Igreja humilde e serva.

Creio
na Igreja do perdão e da misercórdia.

Creio
na Igreja do amor e da concórdia.

Creio
numa Igreja que assume os seus erros
e que sabe acolher os que erram.

Creio
na Igreja que chora com os que choram.

Creio
numa Igreja de portas abertas para os pequenos e para os pobres.

Creio
na Igreja da esperança e da alegria.

Creio
numa Igreja que nunca desiste de acreditar nem de amar.

Creio
na Igreja de Cristo.

Creio
numa Igreja para todos!
publicado por Theosfera às 21:27

Creio na bondade.

 

Creio na bondade que irradia em tantos corações.

 

E creio na bondade que se esconde em tantos corações.

 

Sim, há vidas que teimam em esconder a bondade.

 

Mas ela está lá. Um dia, desabrochará.

publicado por Theosfera às 21:21

Creio numa Igreja perto de Deus.

Creio numa Igreja perto do Homem.

Creio numa Igreja orante.

Creio numa Igreja humilde.

Creio numa Igreja embebida no Evangelho, amassada na esperança, aberta ao Espírito, comprometida na justiça, militante da Paz.

Essa é a Igreja de Cristo.

Essa é a Igreja de todos.

Que Ela se torne cada vez mais visível na nossa vida.

publicado por Theosfera às 21:19

«Uma das coisas mais importantes que qualquer religião nos pode ensinar é o que significa ser humano».

Assim escreveu (atenta e magnificamente) Harold Kushner.

publicado por Theosfera às 16:41

Roger Garaudy defende a mudança (e não a mera tranquilidade) como via de paz.

Mas antes de urgir a mudança aos outros, é fundamental promover a nossa própria mudança: «Cada um pode contribuir para isso no local onde se encontra: na sua oficina, no seu gabinete, na sua universidade, no seu laboratório, no seu sindicato, no seu partido, na sua igreja».

Para Garaudy, «não se trata de de criar um partido, mas um espírito. E esse espírito transformará os partidos, os sindicatos, as igrejas».

Em que consiste tal espírito? «Em coordenar e não em subordinar. Em despertar e não em comandar. Há aqui uma forma de relacionamento humano cujo modelo está ainda por inventar».

Inventado até já está e nós conhecemos o inventor: Jesus Cristo. Falta viver o que Ele viveu e propôs.

Não é fácil viver o mandamento novo do amor ao próximo (a todo o próximo), mas — volto a Garaudy — os profetas não olham para trás: «Eles não sabiam que era impossível, e por isso o fizeram»!

 

 

publicado por Theosfera às 06:21

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9

15




Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro