O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sexta-feira, 05 de Fevereiro de 2010

Estamos a viver um tempo em que os valores são cada vez mais necessários.

 

Já não penso na competência ou na capacidade para fazer obra.

 

Penso sobretudo na dignidade, no decoro, na decência.

 

Carecemos, urgentemente, de homens bons à frente da coisa pública.

 

É preciso que as pessoas tenham noção dos limites que não podem ser ultrapassados.

 

A obra não é tudo.

 

 

publicado por Theosfera às 20:34

É o mundo que muda as pessoas. Mas há pessoas que mudam o mundo.

 

Não andemos, pois, atrás das correntes que levam mais gente. Procuremos as pessoas que, mesmo em contra-corrente, são capazes de incutir em nós sinais de esperança, lealdade e paz.

 

Jesus foi conseguiu mudar o mundo. Conseguiu? Consegue. Hoje ainda.

 

Ainda há belas excepções neste mundo standard.

publicado por Theosfera às 10:42

E, de repente, a palavra crise voltou a fazer-se ouvir com insistência.

 

Há quem fale da iminência de uma crise política. Aprazada para hoje, sexta-feira.

 

A lei das finanças regionais pode desencadear mais uma tempestade.

 

Esperemos que o bom senso e o sentido do bem maior predominem.

 

Afinal, há países com governos minoritários onde a normalidade parece prevalecer.

 

Que o bom senso não se afaste.

publicado por Theosfera às 06:04

Habitualmente, medimos o êxito pelo eu e pela realização dos desejos. Ou seja, quando se consegue o que se deseja, averbamos um êxito.

E, não raramente, se a realização é obtida à custa do outro (ou até contra o outro), achamos o êxito total.

 Há quem não veja as coisas assim. No Tibete, por exemplo. A medida do êxito não está no eu; está no outro. E o sucesso não se vê tanto pela realização como através da compaixão.

 Isto vem de uma tradição budista e até de uma tradição chamada bon, anterior ao budismo. Mas não será tudo isto profundamente cristão? E não será tudo isto tão esquecido pelos cristãos?

 A Teologia da História das Religiões é uma contínua (e preciosa) fonte de ensinamentos. Uma das coisas que nos mostra é como o espírito de Cristo está, pelo menos de forma incoativa, em todas elas.

 

publicado por Theosfera às 06:04

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9

15




Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro