O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Terça-feira, 24 de Novembro de 2009

É um Homem de grande dignidade e lealdade.

 

Nunca tergiversa nos princípios nem vacila na amizade.

 

Humilde e simples, rende tributo à maior nobreza: à verdade e à autenticidade.

 

Não ostenta qualquer título senão o de ser uma enorme pessoa de bem.

 

Não é o mais importante?

publicado por Theosfera às 16:00

Rezava, convidava a rezar, anunciava a doutrina, era obediente ao Santo Padre. Nunca elevou a voz nem maltratou ninguém. Esmolava os pobres e convivia com os simples.

 

Na rua, recebeu provas de simpatia. Em casa, foi marginalizado, torturado, perseguido e rudemente eliminado.

 

Já não existe. É uma recordação. Apenas. 

publicado por Theosfera às 15:54

Manuel Alegre quer mais decência na vida política. Será possível não querer?

publicado por Theosfera às 11:18

No Peru, andam a assassinar pessoas gordas para lhes extraírem gordura.

Nas Filipinas, andam a matar e a decapitar cidadãos por causa de divergências políticas.

Que mundo o nosso?

publicado por Theosfera às 11:14

«Uma dor assim, se tivesse podido prevê-la, saberia suportá-la».

Assim escreveu (luminosa e magnificamente) Virgílio.

publicado por Theosfera às 11:13

Nenhum lugar é impedimento para o anúncio da mensagem e a proclamação da verdade.

 

Mas confesso que também eu sinto algum constrangimento ao ver alguns senhores bispos em casinos e jantares partidários.

 

Percebo a intenção deles, mas entendo igualmente o incómodo de muitos.

 

Gostava mais de ver os pastores da nossa amada Igreja junto dos pobres e dos simples. 

publicado por Theosfera às 11:08

 

É confrangedor coligir os preconceitos (quase todos infundados) que por aí abundam acerca do cristianismo.
 
Torna-se aflitivo verificar como se fala de inclemência quando o Evangelho é misericórdia.
 
Como se insiste na severidade quando o Evangelho é humildade e mansidão.
 
Como se cultivam arbitrariedades quando o Evangelho está alicerçado na justiça (Mt 5, 20).
 
Como se invocam fardos insuportáveis quando o Evangelho propõe «um jugo suave e uma carga leve» (Mt 11, 30).
 
Como se fere a paz interior quando o Evangelho é uma oferta de felicidade (Mt 5, 1-12).
 
Percebe-se, pois, a alegria daquele sacerdote em «ter dado apoio às consciências de muitas pessoas, libertando-as de traumas e problemas».
publicado por Theosfera às 11:06

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro