O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quarta-feira, 21 de Outubro de 2009

 

Acerca de Deus, Saramago estaciona — apenas! — no Antigo Testamento.
 
Ora, o Antigo Testamento é preparação, não é plenitude. A plenitude encontra-se no Novo Testamento. Aqui, Deus aparece como amor (cf. 1Jo 4, 8.16).
 
O que vem antes como atribuído a Deus tem, sobretudo, a ver com as percepções que o Homem foi tendo.
 
Um Deus que Se revela como amor, a ponto de dar a vida pela humanidade, não pode mandar matar nem caucionar comportamentos aberrantes. Se eles aparecem, é porque a vontade de Deus não foi devidamente percebida.
 
O progresso na revelação é um dado que salta à vista: não só na passagem do Antigo para o Novo Testamento, mas dentro do próprio Novo Testamento.
 
Com efeito, Jesus não Se dá a conhecer de uma vez. Só depois da Páscoa é que os discípulos tomam consciência da identidade de Jesus e, mais vastamente, de Deus.
publicado por Theosfera às 23:46

De António a 22 de Outubro de 2009 às 12:44
Jesus veio ao mundo para "reabilitar" Deus,sim. O próprio Deus sentiu necessidade de se humanizar,para dizer que Ele é bem diferente da criatura irascível do Antigo Testamento...


mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14




Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro