O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quinta-feira, 20 de Junho de 2013

Admiro quem brilha. Mas admiro ainda mais quem ajuda a brilhar.

É bom não esquecer que, como notou o Padre António Vieira, «há homens que são como as velas; sacrificam-se, queimando-se para dar luz aos outros».

É na sombra da humildade que brilham as maiores luzes.

Os aplausos vão para quem brilha. Mas a gratidão deve ir para quem trabalha para que outrem possa brilhar.

O essencial não vem à tona. O essencial labuta na profundidade!

publicado por Theosfera às 22:29

De Anónimo a 20 de Junho de 2013 às 23:30
O que sucede, em muitas situações, os que brilham com a luz dos outros, esquecem-se de agradecer-lhes e, por vezes, tudo fazem para os obnubilar.

De mafaldinhaarte a 24 de Junho de 2013 às 06:25
Eu também admiro imenso as pessoas que brilham e ajudam a brilhar as outras. É muito bom quando nos sentimos felizes. Eu adorava ser uma pessoa totalmente feliz.


mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro