O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quinta-feira, 11 de Fevereiro de 2010

Foi com sincero contentamento que tomei conhecimento da atribuição do Prémio Mérito Cultural ao Dr. Joaquim Sarmento.

 

A escolha pertence a uma Comissão nomeada pela Câmara Municipal de Lamego. Esta, por sua vez, decidiu atribuir também a Medalha de Ouro da Cidade.

 

As distinções vão ser entregues no próximo dia 23 deste mês de Fevereiro no Teatro Ribeiro Conceição em sessão que assinalará a reabertura desta casa de cultura e espectáculos.

 

O Dr. Joaquim Sarmento tem uma folha de serviços interminável na cidade e no país. São diversos (e amplamente) conhecidos os campos em que se exerce a sua intervenção.

 

À advocacia e à política acresce uma intervenção cultural de grande fòlego e apuradíssima sensibilidade.

 

São várias as obras em diferentes âmbitos. O ensaio, a crónica e o romance têm sido cultivados com sublime mestria e adornado esmero.

 

A sua mais recente publicação («A Revolução de António e Oriana») tem tido um eco bastante amplo em todo o Portugal, consagrando o Dr. Joaquim Sarmento como um notável tecedor de tramas e personagens que, num registo de ficção, retratam fidedignamente a nossa realidade.

 

Os galardões que ora lhe são atribuídos funcionam, sem dúvida, como reconhecimento. Mas despontam igualmente como um estímulo. Ainda há muito a esperar do Dr. Joaquim Sarmento.

 

Os meus parabéns.

 

publicado por Theosfera às 16:27

De Maria da Paz a 11 de Fevereiro de 2010 às 22:19
Está de parabéns o Dr. Sarmento, e todos nós que temos usufruído do seu talento e da sua vasta e profunda sabedoria, bem como do seu pensamento lúcido e, por vezes, profético - atrevo-me a dizer.
Maria da Paz


mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9

15




Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro