O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quinta-feira, 11 de Fevereiro de 2010

Yves Congar, no sábio perscrutamento que fez das relações da Igreja com o mundo, chamou a nossa atenção para um dado a que é preciso estar atento: quando afastamos Deus das pessoas, as pessoas afastam-se de Deus.

O ateísmo raramente é pró-activo; é, quase sempre, re-activo. É, na esmagadora maioria das vezes, uma reacção ante um afastamento.

Há muitos que se dizem ateus, mas que, no fundo, não passam de anti-religiosos.

É preciso estar atento. É imperioso discernir. De fora vêm os apelos. Mas de dentro podem vir os maiores obstáculos. O ateísmo de outros pode ser provocação nossa.

Yves Congar escreveu: «Ao ideal de um Deus sem mundo corresponde o ideal de um mundo sem Deus».

Importante é caminhar no mundo, oferecendo, a cada um dos seus habitantes a diferença cristã em forma de proposta e estabelecendo relações de amizade.

A este propósito, valerá a pena evocar Albert Camus: «Não caminhes à minha frente porque eu posso não te seguir. Não caminhes atrás de mim porque eu posso não te conduzir. Caminha ao meu lado e sê meu amigo».

Ao lado de todos, chegaremos à meta. Por vias diferentes, quiçá, mas chegaremos!

 

publicado por Theosfera às 11:04

De António a 11 de Fevereiro de 2010 às 13:31
Há várias formas de se ser ateu. Como há várias de se ser crente. Eu também sou ateu em relação às falsas concepções de Deus...


mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9

15




Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro