O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sexta-feira, 26 de Abril de 2013

Muito se fala de consenso, sobretudo porque ele parece estar cada vez mais ausente.

As palavras que ressoam dos órgãos de soberania oscilam entre a resignação e o eco de algum desespero que palpita na rua.

O povo sente-se esmagado pela realidade e obscurecido pela falta de alternativas.

As mudanças de ciclo não têm introduzido mudanças de paradigmas.

Já que estamos em Primavera, não deixemos de plantar alguma esperança no espírito dos cidadãos.

O «terreno» não parece muito «arável». A linguagem é muito exaltada, mas as atitudes não são nada exaltantes.

Não desistamos de nós, de todos nós!

publicado por Theosfera às 10:04

De Alano de La Roche a 26 de Abril de 2013 às 14:26
Sr. Padre João, tenhamos esperança de que a situação do País possa vir a mudar !
Contudo... contudo... não me parece fácil, sobretudo porque os nossos governantes e as pessoas que decidem sobre os rumos do País não seguem os princípios do Evangelho (alguns, porventura, nunca os leram, ou nem sabem o que isso é... !).

Nos Evangelhos, em especial, e na Sagrada Escritura em geral, está a base e o cerne da felicidade humana. Compreender as verdades eternas que aí se contêm, segui-las, pô-las em prática, é caminho seguro para alcançar a Paz e a harmonia entre as pessoas e entre as nações.
Mas, infelizmente, os políticos de hoje apenas se preocupam com números e cifrões, com sistemas económicos, com estatísticas financeiras... quando não - e tão frequentemente! - em delapidar o erário em proveito próprio e dos seus camaradas dos partidos (partido= dividido, destruído)...

Enquanto o Amor e o temor a Deus não imperarem nas nações, pouco poderemos esperar deste mundo...


mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro