O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sábado, 16 de Fevereiro de 2013

O Papa não adoece. O Papa não abdica. O Papa raramente aparece.

Assim se pensava, assim se dizia.

As doenças do Papa eram escondidas. A abdicação do Papa ia sendo evitada.

Só que, na era da comunicação, é praticamente impossível a uma figura como o Papa não ser visto.

As suas doenças acabam por ser conhecidas. O seu desgaste acaba por ser exposto.

Os dois últimos pontificados passaram a fronteira do resguardo da privacidade e do controlo da informação.

João Paulo II foi adoecendo praticamente em directo. Bento XVI vai-se despedindo (também) em directo.

São tempos novos, estes.

Primeiro, um Papa só escolhia a data de entrada. Agora, também escolhe a data de saída!

publicado por Theosfera às 22:38

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro