O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Terça-feira, 12 de Fevereiro de 2013

A renúncia do Papa, não o esqueçamos, é um acontecimento da vida da Igreja e, nessa medida, da história da humanidade.

Tendo em conta que a Igreja está na humanidade, é natural (e até saudável) que aquilo que diz respeito àquela seja discutido nesta.

Mas era importante que os critérios fossem adequados. Daí que seja curioso notar como, na grelha analítica que percorre a comunicação social, os critérios prevalecentes não são tanto os teológicos, mas os políticos.

É estranho olhar para este acontecimento a partir do ângulo mediático e da febre informativa.

Procuram-se explicações imediatas, descurando-se as motivações profundas. Curiosamente, tais explicações imediatas pertencem ao reino da especulação, da conjectura e até da conspiração. Já as motivações profundas econtram-se no texto papal.

Não custa lê-lo. É pequeno. Mas é fundamental lê-lo com muita atenção. Apesar de pequeno, é muito profundo!

publicado por Theosfera às 10:47

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro