O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Segunda-feira, 11 de Fevereiro de 2013
Neste tempo em que quase tudo está previsto, ainda há acontecimentos que nos espantam e pessoas que nos surpreendem.

Há cerca de 700 anos que não havia uma decisão semelhante. E as renúncias de Celestino V e Gregório XII foram em contextos diferentes.

Gregório XII deixou o papado para resolver o problema do cisma do ocidente, já que havia outro papa em Avinhão. Já Celestino V nunca se sentiu adaptado à função.

Com Bento XVI, como ele próprio o diz, foi o desgaste.

É preciso notar que Bento XVI começou o seu «pontificado» muito antes de 2005.

O pontificado de João Paulo II teve muito de Joseph Ratzinger, seu colaborador directo (e dilecto) desde 1981.

João Paulo II nunca dispensou Ratzinger, mesmo quando este pediu que o deixasse descansar.

Há muitos preconceitos em relação a Bento XVI. É uma das personalidades mais discutidas.

Foi um homem que nos surpreendeu sempre. A maior surpresa foi esta.

Mas talvez ainda nos supreenda com algum livro.

Quanto à sua imagem, era bom que se lesse o livro «Bendita humildade. O estilo simples de Joseph Ratzinger», de Andrea Monda.

Bento retira-se como começou: humilde!

Obrigado, Santo Padre!
publicado por Theosfera às 16:12

De Maria da Paz a 12 de Fevereiro de 2013 às 04:32
Rev.mo Senhor Doutor:
Fica-nos, humanamente, a imensa saudade de de um Pontífice que foi um verdadeiro Eleito de Deus. Fica-nos o exemplo de uma Pessoa maravilhosa, revestida de toda a dignidade e de uma humildade que é semente a germinar em cada um de nós, cristãos. Graças a Deus pela dádiva deste Papa que Ele nos concedeu.
E confiemos na acção do Espírito Santo para a escolha do sucessor de Bento XVI. Pedimos um Santo, um Santo , um herói e um Profeta, para estes tempos tão difíceis!
Afectuosamente,
Maria Irene

De Anónimo a 12 de Fevereiro de 2013 às 10:39
Não tenho dúvidas de que esta atitude do Santo Padre, inspirada pelo Espírito Santo, vai permitir a eleição de um outro Santo Padre, com mais saúde, à altura das necessidades actuais da Igreja, dado o momento difícil que atravessa. Mais uma vez podemos verificar que os desígnios de Deus são insondáveis. Nestas pequenas, Grandes coisas, Deus manifesta a Sua presença, a Sua existência. Temos de O louvar e agradecer por estas maravilhas que Ele opera.


mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro