O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Domingo, 31 de Janeiro de 2010

Não precisa ser poderoso nem afamado.

 

Não precisa ser palavroso nem loquaz.

 

Não precisa concordar nem de (nos) aplaudir.

 

Não precisa estar sempre a rir e pode até chorar.

 

Não precisa aparecer a toda a hora, porque, mesmo que não apareça, nós sabemos que ele está.

 

Pode ser alto ou baixo. Pode ser rico ou pobre. Mesmo pobre, é sempre rico.

 

Pode pensar como nós ou pensar de modo diferente de nós.

 

O amigo é sobretudo aquele que está.

 

É o que confia em nós e em quem nós confiamos.

 

É o que está em nós, mesmo que more longe de nós.

 

É o que nos escuta.

 

É o que usa a linguagem da verdade e não da bajulação.

 

É o que não diz nas nossas costas o contrário do que diz à nossa frente.

 

É o que nos diz tudo a nós e jamais fala mal de nós.

 

O melhor presente do amigo é o presente da (sua) presença.

 

É aquele com quem contamos e que conta connosco.

 

É o que chora ao nosso lado. É o que não desaparece nas horas de dor.

 

É o que não nos recrimina. É sobretudo o que nos acompanha.

 

O amigo não precisa prometer nada nem dizer qualquer coisa.

 

Nós sentimos o amigo nas horas de maior aflição.

 

Se o deixamos de sentir é porque, afinal, o amigo não era.

 

Onde está ele, o amigo?

 

A prosperidade sugere legiões de amigos. Mas é a adversidade que os selecciona e a vida que os testa.

 

Amigo é o que permanece quando todos partem.

 

Amigo não tem férias. Amigo é sempre amigo.

 

Amigo é Deus. Amigo é Jesus.

 

Amigo é quem vive o amor de Deus e a amizade de Jesus.

 

A amizade é, quase sempre, o silêncio repartido e a dor partilhada.

 

Quantos são os amigos?

 

Não serão muitos, mas são os necessários.

 

Às vezes, amigo não tem plural.

 

Mas cada amigo não é singular, único, irrepetível?

 

 

publicado por Theosfera às 16:15

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9






Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro