O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sábado, 30 de Janeiro de 2010

A economia portuguesa não estará em morte acelerada. Pouco consolo, porém, nos sobra. Não estará em morte acelerada, mas estará em vias de morte lenta.

 

Quem o diz são as agências internacionais de notação financeira (mais conhecidas como agências de rating).

 

O economista Nogueira Leite entende que «este Portugal [mas haverá outro?] está a chegar ao fim da linha».

 

É curioso que, já no século XIX, Eça de Queiroz e Ramalho Ortigão traçavam, com um pessimismo brilhante, um quadro negro do país.

 

Portugal ainda não morreu. Mas urge fazer alguma coisa. Haja quem nos acorde do torpor colectivo em que nos deixámos atolar.

 

Tomemos a peito o que é de todos: a construção do nosso futuro.

publicado por Theosfera às 11:20

De António a 30 de Janeiro de 2010 às 13:36
"Odeio o privilégio e o monopólio. Para mim, tudo o que não pode ser dividido com as multidões é tabu." ( Mahatma Gandhi)


mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9






Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro