O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Domingo, 24 de Janeiro de 2010

Nada acontece por acaso. Não é no acaso que creio.

 

É no sentido que provém do amor.

 

A primeira expressão da Bíblia é no princípio. Uma das últimas palavras da Bíblia é ámen.

 

E, na verdade, a Palavra de Deus é princípio, alicerce e âncora da nossa vida. É dela que somos chamados a partir. É ela que nos alenta, interpela e acompanha. Deus é Palavra em forma de amor quando estamos mais abatidos.

 

Por isso, a nossa resposta (mais pela vida do que pelos lábios) só pode ser um imenso ámen. Quando tudo faltar, que não falte o ámen.

 

Ámen é assim seja, assim se faça, assim se viva.

 

Recorde-se que foi ámen o que Maria disse ao Anjo. Nossa Senhora não falava latim. Não disse fiat como aparece na Vulgata. Mas o sentido é o mesmo.

 

Quando aceitamos que a Palavra de Deus se faça (como se fez em Cristo), tudo muda. Como? Experimentemos.

 

Uma feliz noite. Conte com a minha oração de amigo.

publicado por Theosfera às 19:03

De António a 24 de Janeiro de 2010 às 19:39
Um dia, e não foi há muito tempo, descobri verdadeiramente Deus. E, para O poder ver, foi preciso desenterrá-LO do poço muito fundo em que se encontrava. Nesse dia, revi-me criança a contemplar as estrelas do Firmamento. Nem imaginava que Saramago existisse, para denunciar o falso deus inclemente, que alguns, tantos ainda, se comprazem em invocar, nem tinha ainda ido para a catequese.Mas, nessa altura, já sabia que o Deus verdadeiro é Amor e Bondade.E que este Deus, o Único que existe, supera em Infinita Compaixão tudo quanto, Dele, fôssemos capazes de infinitamente,imaginar.Deus não quer que O temamos, mas que O amemos na condição mais sofrida dos outros seres. Deus não é exigente e muito menos birrento. Deus não ameaça nem é vingativo. E não necessita que passemos horas infindas em processos de suplicação ritual a pedir-Lhe aquilo que Ele nos concede de Graça Divina...

De Anónimo a 25 de Janeiro de 2010 às 02:46
Antes de mais, caro Amigo, quero saudá-lo. Só hoje vi a indicação dada por si na Theosfera e tomei conhecimento deste seu novo espaço. Fiquei contente e dou-lhe os parabéns por este seu "cantinho" na internet que acho muito simpático.
Já li os posts todos e, como sempre me acontece, gostei. Muito.
Permita que lhe diga que sentia a falta da sua palavra oportuna, profunda, iluminadora.
Força, Amigo!
Abraço em Cristo.
Carlos Lopes

De Theosfera a 25 de Janeiro de 2010 às 06:03
Obrigado por tudo. Muita paz no Senhor. Sempre unido em Cristo
João António
padre

De Evágrio Pôntico a 25 de Janeiro de 2010 às 02:54
Caro António, permita-me que dê a minha modesta opinião nesta questão do Amor e da Justiça de Deus.

Deus é Amor, é a definição que nos dá o evangelista São João.
Mas sendo a sua essência o Amor, isso não implica que Deus não exerça a Sua Justiça, a mais perfeita que alguém possa imaginar. Pelo contrário, Amor e Justiça são conceitos que não podem existir um sem o outro: eles interpenetram-se e um é condição necessária (eu diria "sine qua non") do outro.
O Amor sem Justiça não é Amor. Justiça sem Amor não é Justiça. Um e outra completam-se e exigem-se necessariamente. É o que me parece...

Abraço em Cristo Jesus.

De António a 25 de Janeiro de 2010 às 13:58
Estimado Evágrio Pôntico: grato pela sua achega. Contudo, respeitosamente discordo de si.Não acredito na " Justiça" antropomorfizada que os homens atribuíram a Deus, mormente a do Inferno perpétuo de chamas crepitantes. Se Deus actuasse nesses termos não seria Deus mas um demiurgo irascível, prepotente e contrário à imanente Natureza Amorosa e Bondosa de Deus. Por isso, entendo que Deus precisa de ser retirado do poço muito fundo em que absurdas concepções teológicas O colocaram,com as nossas comodistas complacência e cumplicidade para grande infelicidade da Humanidade inteira...Abraço amigo.


mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9






Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro