O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Domingo, 16 de Setembro de 2012

Este é o tempo da indignação. O presente justifica-a.

Mas este tem de ser também o tempo da esperança. O futuro convoca-a.

Não sei como a crise será vencida. Mas tenho a certeza de que a crise será vencida.

A época é de sombras. Mas até nas sombras mais escuras brilha a luz!

Os caminhos estão grávidos de esperança. Não deixemos de os percorrer!

publicado por Theosfera às 23:00

De António a 17 de Setembro de 2012 às 16:25
A crise poderia ser mais facilmente resolvida se o modelo económico vigente fosse assente em princípios genuinamente cristãos. Eu ainda sou do tempo em que me ensinaram que somos todos filhos de Deus e, portanto, todos irmãos. Se esse princípio basilar do Cristianismo fosse levado à prática, a economia nacional estaria bem melhor.Mas em Portugal é fartar vilanagem. No dia em que se fizer a história dos sucessivos governos, que nos desgovernaram, desde o tempo em que Cavaco Silva legitimou o abate de barcos da nossa frota pesqueira e a política desastrosa do pousio forçado de terras, à desgovernação dos tempos que já nos conduziram ao FMI, no tempo de Mário Soares, ao desvario financeiro de Sócrates, até esta política deliberadamente recessiva de Passos Coelho e Portas, provavelmente muitos governantes deveriam prestar contas à Justiça. O Povo Português deu finalmente um sinal claro da sua dignidade. Colocar os trabalhadores a pagar a redução da TSU em favor dos patrões nem ao Diabo lembraria, só mesmo a indivíduos sem a menor sensibilidade social.Tiveram a resposta que mereciam. Agora o Governo ficou refém da indignação popular. O esfíngico Cavaco Silva, esse, tem um caso bem difícil de resolver e, ou me engano muito, ou há muitos políticos que vão ficar mal na fotografia. Os ratos, esses, são os primeiros a abandonar os navios.


mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro