O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Segunda-feira, 16 de Julho de 2012
Há pessoas que estão a ocultar as habilitações que possuem para conseguirem trabalho. Isto parece um absurdo enorme, mas é um drama imenso.

Já há muitos anos, aliás, houve um caso que muito me fez pensar. O Prof. Freitas do Amaral, como nos diz a sua Autobiografia, foi solicitar colocação à Fundação Calouste Gulbenkian.

O então director, Azeredo Perdigão, respondeu: «Pelo currículo que o senhor tem, só há um lugar para si: o meu. Como não lhe posso dispensar o meu lugar, não consigo disponibilizar lugar algum».

O que se me afigura, hoje, é que há um desencontro entre a escola e o mercado de trabalho.

O problema não estará só no excesso de procura e no défice de oferta. O problema estará também (e bastante) na percepção de que o diploma não traduz uma preparação.

Pensemos nisto: temos a geração mais diplomada de sempre. Teremos as pessoas mais qualificadas?

O diploma é uma indicação. Será uma garantia?
publicado por Theosfera às 10:33

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro