O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quarta-feira, 20 de Janeiro de 2010

Orar é ser conservador? Passar muito tempo numa igreja é ser conservador?

Testemunhar o Evangelho e a doutrina é ser conservador? 

Visitar um doente e um preso é ser conservador?

Escutar as pessoas é ser conservador?

Não seria tempo de abandonar, de uma vez para sempre, este tipo de rotulagem?

Não será conservador quem (só) sabe etiquetar os outros de conservadorismo?

Deixemos de querelar por estes motivos, tão vácuos.

Substantivemos as nossas discussões.

Um cristão é discípulo do maior revolucionário da História, do único que a mudou!

 

publicado por Theosfera às 11:31

De António a 20 de Janeiro de 2010 às 14:19
Concordo inteiramente consigo, estimado Padre João António. Substantivemos as questões.Eu também gosto de ser conservador naquilo que considero evolução.E Cristo foi sem dúvida o maior revolucionário da História. Interpelou os Seus apóstolos com " deixa tudo e segue-me" e virou a página da iníqua lei moisaica com a Sua intervenção no episódio da mulher adúltera.Foi corajoso, irreverente, audaz e de uma ilimitada generosidade.Só um doido não se curva perante o Seu exemplo de Vida...

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9






Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro