O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sábado, 07 de Julho de 2012

Pouco antes de morrer, António Tabucchi veio defender, em entrevista, que era bom que se fosse às escolas lembrar que todos somos mortais.

A Missa deste Domingo alerta que, no fundo, somos habitados pelo mistério da fragilidade.

Nietzsche não gostaria deste discurso. Mas a verdade não deslustra. Nada há de depressivo nesta linguagem.

A bem dizer, do que se trata é de sermos avisados para os males do egoísmo, ou seja, da pretensão de nos considerarmos imortais e invencíveis.

A ilusão não nos ajuda. Um contacto com a realidade nunca nos prejudica.

publicado por Theosfera às 07:16

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro