O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Segunda-feira, 28 de Maio de 2012
Nestes tempos, os nossos, em que quase tudo é decidido por impulso, a prudência desponta como um acto de lucidez.

Ser criterioso é, pois, uma necessidade, um imperativo.

Criteriosos devemos ser não apenas diante do antigo, mas também diante do novo.

Às vezes, o novo pode ser mais reaccionário que o antigo. Inversamente, o antigo pode ser mais transformador que o novo.

É curioso notar como pensadores tidos como progressistas nos põem de sobreaviso quanto a certas pulsões vanguardistas.

Edgar Morin sentia que cada progresso é acompanhado de um retrocesso.

E, mais recentemente, Luís Racionero, chamava a atenção para o progresso decadente.

Nesta transumância entre o antigo e o novo, devemos optar sobretudo pela necessidade.

Devemos acautelar-nos diante da conservação injustificada. E, como nos avisava, Winston Churchill, devemos precaver-nos diante da inovação desnecessária.

Aliás, o povo inglês tipifica esta conjugação harmoniosa entre o antigo e o novo.

Também ele está na vanguarda da revolução industrial e tecnológica. E, ao mesmo tempo, mantém a monarquia e a libra.

A Inglaterra também tem problemas. Mas tem sabido evitar problemas desnecessários!
publicado por Theosfera às 10:12

De António a 28 de Maio de 2012 às 13:01

"A arbitragem - que até aqui, neste período de crise comercial, tem servido apenas para decidir reduções de salário, servirá um dia quando a prosperidade renascer, para decidir os aumentos de salário. O meio legal de que se têm utilizado os patrões - para fazer baixar os salários - será um dia o mesmo de que se servirão os operários para os fazer subir."


"Hoje que tanto se fala em crise, quem não vê que, por toda a Europa, uma crise financeira está minando as nacionalidades? É disso que há-de vir a dissolução. Quando os meios faltarem e um dia se perderem as fortunas nacionais, o regime estabelecido cairá para deixar o campo livre ao novo mundo económico."

Eça de Queiroz, " Correspondência"


De Theosfera a 28 de Maio de 2012 às 13:20
Muito obrigado, bom Amigo, por mais este notável contributo. Deus o abençoe. Uma santa e feliz tarde.


mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9

19




Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro