O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sexta-feira, 04 de Maio de 2012

A fé não pode ser alienante.

O crente tem os olhos na eternidade, mas não foge do tempo. Pelo contrário, é por causa da sua esperança na consumação eterna da sua existência que ele se empenha na transformação do mundo actual.

É a certeza do futuro que estimula a intervenção no presente.

publicado por Theosfera às 10:02

De Augusto Andrade a 7 de Maio de 2012 às 22:43
Olá caro António.
Eu também não vejo Deus nessas e em muitas outras situações, tão ou mais graves que essas.
O Deus do Antigo Testamento é de facto um Deus castigador, castrador, vingativo, etc.etc.
Por esse motivo Jesus se identificou como Pedra de Tropesso, Jesus refere em S.João.10,34 " não está escrito em VOSSA Lei" e em 15,25 " a palavra escrita na SUA Lei" e S. Paulo na carta aos Galatas, 3,23-25,resumidamente ( até a vinda da verdade, que é Jesus o Cristo, havia a necessidade de um mestre, a Lei, depois da vinda, essa Lei não faz mais sentido". Não podemos renegar os nossos antepassados mas há que, colocando-nos no tempo, tentarmos perceber, a necessidade de apresentar Deus dessa forma, mas Jesus o Cristo vei-o precisamente apresentar-nos o verdadeiro(verdade) Deus, o Deus que nos ama mais como Mãe do que como Pai, porque nos GEROU EM SEU SEIO DIVINO.
Lamentavelmente, ainda hoje se continua a agredir os Seus filhos em nome Dele e mais grave ainda, os seus O agridem, os seus exploram o Seu nome e tudo em prol de interesses que não são os Dele mas os deles.
O NOSSO DEUS ou a NOSSA MÃE não é o culpado de todas as atrocidades que os Seus filhos cometem resguardados na Sua sombra.
O NOSSO DEUS, é aquele que, como nos ensinou Jesus, " antes de tu pensares no pecado (erro), já o Pai to perdoou"
O NOSSO DEUS, é aquele, que servindo-se de João Paulo, ajoelhando-SE, beijava a terra fonte de vida e pedia perdão pelos crimes dos Seus filhos.
Não te deixes desanimar por todas essas atrocidades porque sabes uma coisa, Ele não estava na mão dos que as cometeram, mas sim nos que delas foram vitimas. Do sangue derramado, Ele o fez o Seu próprio sangue. Na hora do sofrimento, Ele fez desses corpos, o Seu próprio corpo. As lágrimas derramadas eram as Dele.
Desculpa mas eu perco-me a falar Dele e Ele pede-nos humildade e dessa forma torno-me maçador.
Um abraço.
A PAZ DE DEUS ESTÁ CONTIGO


De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9

19




Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro