O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sexta-feira, 04 de Maio de 2012

A fé não pode ser alienante.

O crente tem os olhos na eternidade, mas não foge do tempo. Pelo contrário, é por causa da sua esperança na consumação eterna da sua existência que ele se empenha na transformação do mundo actual.

É a certeza do futuro que estimula a intervenção no presente.

publicado por Theosfera às 10:02

De António a 4 de Maio de 2012 às 14:36
A crença em Deus pode ser instrumento de alienação e de perpetuação de injustiças ou de transformação humana e social. A história mostra-nos que, normalmente, aqueles crentes que estiveram do lado da transformação acabaram perseguidos e mortos como hereges. A começar por Jesus de Nazaré.

De Augusto Andrade a 6 de Maio de 2012 às 13:26
Caro António
Este teu comentário, semelhante à ideia não publicitada de muitos outros irmãos, é, para mim, fruto de uma ideia errada de quem é Deus e simultaneamente uma fuga ao eu comunitário que existe dentro de nós, mas não queremos ou sabemos fazer visível
A "alienação" não é fruto da crença em Deus, antes pelo contrário só acreditando em ou num Deus, como aquele a que te referes, será possível ao homem não se deixar alienar. Deus é o Amor, o Perdão, a Igualdade , a verdadeira Justiça. Deus criou-nos à Sua imagem e semelhança, diz a Sagrada Escritura. Deus é Espírito, diz a S.E ., logo Deus criou-nos à biliões / triliões ..... de anos seres espirituais a que somente há uns anos foi atribuído um corpo de condição humana. Quero com isto dizer que ; - Deus somente intervem em nós, no que á parte espiritual respeita.O nosso corpo não lhe é o mais importante e sobre ele , nada pode. Explicando melhor; Quando compras um pacote de leite, de açucar ou de arroz, o que te interessa? Óbviamente que o que está dentro. E o que fazes ao pacote? Deita-lo fora. Pois o nosso corpo não é mais que o pacote do Espírito, logo para deitar fora. Para reciclar.A crença em Deus é pois a crença no Espírito e não no corpo. O corpo está condenado à morte enquanto que ao espírito é oferecida a vida na Paz, na Alegria, no Amor, na Igualdade em COMUNIDADE e COMUNHÂO. Não foi Deus que quiz a transformação,a sociedade, a diferença e a indiferença. Não foi Deus quem criou a justiça humana, mas sim a sociedade, e quando o fizeram, se reparares bem, em todos os paizes do mundo, a sua base acenta nos principios sugeridos por Deus em Jesus o CRISTO.
Experimenta tu anunciares publicamente, os roubos, assassinios e outros desmandos, com os quais não estás de acordo, na maior parte dos países e logo verás como serás perseguido e morto.
"Deus não faz asseção de pessoas" . Deus ama a toda a humanidade da mesmissima forma. Um a um, para Ele somos todos iguais, e a palavra injustiça não existe no vocabulário da vida espíritual.
Não é a crença em Deus que aliena, mas sim os interesses do homem que precisam de se impôr, mesmo até contra um Deus que somente sabe amar e pede que nos amemos uns aos outros como Ele nos amou.
Perdoa-me por este comentário tão longo e se calhar pesado.
A PAZ DESTE DEUS ESTÀ CONTIGO


De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9

19




Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro