O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sábado, 28 de Abril de 2012

«Como é Deus?», pergunta Pawel, órfão de mãe e educado numa fé laica na ciência.

A tia fica em silêncio. Não diz nada.

Depois aproxima-se, abraça Pawel, aperta-o no peito e pergunta-lhe: «Como te sentes agora?».

«Bem», responde a criança.

Mais um momento de silêncio e, de novo, a tia: «Estás a ver? Deus é assim».

E, facto, Deus é assim: um abraço que o abraço revela.

As palavras, dizendo muito, dizem muito menos que estes gestos.

(Do filme «O Decálogo», de Kieslowski).

publicado por Theosfera às 11:53

De António a 28 de Abril de 2012 às 13:36
Donde se conclui que Deus fala mais por gestos do que por palavras. Cristo também não foi pelas palavras que convenceu, mas pelos seus gestos.

De Theosfera a 28 de Abril de 2012 às 16:21
Inteiramente de acordo, bom Amigo. Possa a Igreja, no seu conjunto e designadamente nos que a conduzem, extrair as devidas ilações. Abraço reconhecido.


mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro